SENADO DECIDE DEBATER A MAIORIDADE PENAL NO PAÍS

A redução da maioridade penal será tema de três audiências públicas promovidas pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O objetivo é aprofundar o debate sobre o assunto polêmico, levando em consideração três enfoques: a maturidade e o desenvolvimento mental do adolescente; a eficácia da medida; e a constitucionalidade da modificação legislativa.

A primeira audiência está marcada para esta segunda-feira (3), às 15h, na sala 3 da Ala Senador Alexandre Costa. Os primeiros pontos a serem debatidos serão a eficácia da medida, suas consequências, e a constitucionalidade da modificação legislativa. A iniciativa das audiências públicas partiu do presidente da CCJ, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB). Sua intenção é criar um ambiente nacional de discussão do assunto

Entre os convidados deste primeiro encontro, estão o procurador-geral de Justiça da Paraíba, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcus Vinicius Furtado Coêlho; o subprocurador-geral da República Eugênio Aragão; e o promotor de Justiça de São Paulo Thales de Oliveira.

As duas audiências seguintes serão realizadas nos dias 10 e 17 de junho.

Participação do público

Os três eventos serão transmitidos ao vivo pelo portal e-Cidadania. Qualquer cidadão poderá participar com perguntas ou comentários diretamente aos senadores e convidados pelo link bit.ly/maioridadepenalemdebate.

Como as audiências estão marcadas para o mesmo horário da sessão do Plenário, não serão transmitidas ao vivo pela TV Senado – uma vez que, pelo Regimento Interno, a sessão plenária tem prioridade de exibição. Mas será possível acompanhar o debate também pelo canal 2 da página do Senado, pelo Facebook ou pelo Twitter. Também é possível participar dos eventos pelo Alô Senado (0800-612211). Além disso, as três audiências públicas serão transmitidas, por meio de videoconferência, para todas as Assembleias Legislativas, e também por videostreaming, através do Portal do Interlegis www.interlegis.leg.br.

Fonte: Verdade Gospel

Deixe Sua Avaliação

MANIFESTAÇÃO EM BRASÍLIA; SAIBA COMO ASSISTIR AO EVENTO AO VIVO

Verdade Gospel transmitirá ao vivo a grande manifestação em defesa da família tradicional, da vida, da liberdade de expressão e religiosa que acontecerá em Brasília. O evento será nesta quarta-feira (5), às 15h, em frente ao Congresso Nacional. Clique aqui para mais informações sobre esse evento que promete sacudir a nação brasileira!

Sob a organização do pastor Silas Malafaia, e vários líderes evangélicos, a manifestação pretende reunir cerca de 100.000 mil pessoas para marcar posição contra o casamento gay, o aborto e o Projeto de Lei 122. O evento também contará com a participação dos cantores Talles Roberto, André Valadão, Aline Barros, Eyshila, Nani Azevedo, David Quinlan, Cassiane e Bruna Carla.

“Já que estão forçando a barra sobre o casamento gay, vamos a Brasília para dizer que estamos do outro lado. Não é um ato exclusivo para apoiar Marco Feliciano, mas para marcarmos nossa posição. Vamos dar a nossa resposta. Todas as lideranças evangélicas estarão presentes, assim como a bancada evangélica. Vai ter gente de todos os lados do Brasil”, afirmou o pastor.

Assista e divulgue o recado do pastor Silas Malafaia:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=sbc1pkFy8-8[/youtube]

Deixe Sua Avaliação

MAIS DE 500 MIL PESSOAS LOTAM A CINELÂNDIA NA MARCHA PARA JESUS

Público acompanhou nove trios elétricos pela Avenida Rio Branco.
Cerca de 20 artistas se apresentam até as 21h no palco.

Foi um espetáculo de fé, paz e muita devoção. Depois de acompanhar nove trios elétricos pela Avenida Rio Branco, no Centro do Rio, centenas de milhares de fiéis e fãs de música gospel transformaram a Cinelândia num grande palco de adoração a Deus, na tarde deste sábado (25). De acordo com informações da PM, por volta das 17h, cerca de 500 mil pessoas participavam dos shows no palco montado para Marcha para Jesus.

Entusiasmadas e muito emocionadas, famílias inteiras cantavam a plenos pulmões acompanhando verdadeiros ídolos gospel,  como Aline Barros, André Valadão, Talles Roberto, Eyshila, Josiane, Bruna  Karla e muitos outros.

Gabriel, de 6 anos, emocionou ao cantar para público estimado em 500 mil pessoas (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

Teve até quem chegasse às lágrimas com a música cantada pelo pequeno Grabriel Almeida da Silva, de apenas 6 anos. Com desenvoltura e fervor de gente grande, ele arrebatou a plateia.

“Canto desde que tenho 2 anos, na minha igreja, na Tijuca. Não fiquei nervoso, já sabia o que tinha de fazer”, disse o menino, que sonha em ser cantor gospel, como Aline Barros e Cristina Mel. “Se Deus quiser, esse vai ser o meu destino”.

Saulo Arantes, morador de Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, preferiu ir de metrô direto para a Cinelândia e assim garantir um bom longar na frente do palco para ver, principalmente, André Valadão. Com as mãos erguias para o céu e os olhos fechados disse se sentir em sintonia com Deus.

“Viemos aqui para louvar o Senhor e levar adianta suas mensagens de paz, amor e fraternidade”, disse Saulo.

Carregando uma imensa bandeira do Brasil, cem fiéis do Ministério de Madureira, da cidade de Macaé, no Norte Fluminense, fizeram questão de acompanhar toda a marcha para demonstrar sua fé.

“Viemos com a missão de levantar a bandeira do Senhor”, disse Geisiane Gomes.

André Valadão, um dos ídolos gospel, conquista a multidão na Cinelândia (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

A artistas e líderes religiosos cantaram e  transmitiram palavras de louvor e adoração. O evento deste ano tem como tema “Jesus, uma vida com atitude”. Segundo um dos coordenadores da Marcha, Wellington Júnior, e expectativa que o espetáculo de fé deste ano tenha o dobro do público do evento de 2012, já que há igrejas que pela primeira vez aderiram à Marcha para Jesus.

Não é o caso de Mauricéia de Souza Moscoso, moradora da Penha, que há 15 anos participa do evento. Junto com a amiga Sônia Lima, ela buscava um lugar nas escadas da Biblioteca Nacional, em frente ao palco para ter uma visão melhor do show.

“Um show tão bonito assim a gente não pode perder. Fiz questão de fazer a caminhada e, se Deus quiser, terei energia e alegria para ficar até o fim. Essa marcha é em favor das famílias. Espero que a nação se converta a Cristo e a Jesus. Essa é uma festa para famílias”, disse Mauricéia.

As amigas Mauricéia e Sônia: energia e alegria para aguentar os shows até o final (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

Os nove trios elétricos que animam a Marcha para Jesus, no Centro do Rio, na tarde deste sábado (25), começaram a chegar na Cinelândia por volta das 16h. No local está armado um palco, onde o DJ Marcelo Araújo animava milhares de pessoas antes do show de música gospel com quase 20 artistas que será realizado até as 21h, segundo os organizadores.

Inicialmente eram esperadas 300 mil pessoas no evento evangélico – número semelhante ao do evento de 2012 –  que acontece na cidade há 15 anos e é promovido pelo Conselho de Ministros do Estado do Rio de Janeiro.

Ruas fechadas
O esquema especial de trânsito na região começou às 4h. A pista lateral da Avenida Presidente Vargas foi interditada a partir da Praça da República. Desde as 14h, estão fechadas a Avenida Rio Branco, entre a Avenida Presidente Vargas e Avenida Almirante Barroso, e a Avenida Chile, entre a Rua do Lavradio e a Rio Branco. Às 16h, a interdição foi estendida até a Rua Santa Luzia.Não é permitido estacionar no entorno do evento.

Quem for de transporte público, já vai chegar no lugar certo. A SuperVia disponibilizou trens extras para atender ao público que participará do evento.

Está prevista a utilização de 200 ônibus fretados, que terão identificação diferenciada. Eles deverão seguir pela Avenida Rodrigues Alves até a Avenida Barão de Tefé, acessando a Avenida Venezuela, onde serão retidos e conduzidos pela Avenida Rio Branco até a pista lateral da Avenida Presidente Vargas, sentido Avenida Brasil, para o desembarque do público.

Fonte: Do G1 no Rio

Deixe Sua Avaliação

JUIZ DE PAZ DO PARÁ PEDE DEMISSÃO PARA NÃO CELEBRAR CASAMENTO LGBT

Juiz de paz José Gregório prefere se demitir a celebrar casamento gay em Redenção, no Pará. (Foto: João Lúcio/Arquivo pessoal)

Juiz de paz alega que decisão do CNJ contraria “princípios celestiais”.
Cartório de Redenção diz que não pode haver discriminação.

O juiz de paz do Cartório do Único Ofício de Redenção, sudeste do Pará, pediu demissão do cargo após decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que obriga os cartórios a realizarem casamento entre pessoas do mesmo sexo. Ele alega que “o casamento homoafetivo fere os princípios celestiais”.

Nomeado para o cargo há sete anos, José Gregório Bento, 75 anos, há mais de quatro décadas é pastor da Igreja Assembleia de Deus, e trabalha como voluntário no cartório civil da cidade, fazendo conciliações e celebrando casamentos.

Segundo o pastor, ele protocolou a demissão porque se recusa a obedecer a decisão CNJ, publicada no último dia 14 de maio, que obriga os cartórios de todo o país a celebrar o casamento civil e converter a união estável homoafetiva em casamento.

“Deus não admite isso. Ele acabou com Sodoma por causa desse tipo de comportamento”, declarou José Gregório. “Acho essa decisão horrível. Ela rompe com a constituição dos homens, mas não vai conseguir atingir a constituição celestial”, completa.

Segundo Gregório, ele recebeu a notificação de que não poderia se recusar a fazer casamentos homoafetivos nesta segunda-feira (20) mas afirmou que, desde a publicação da decisão da Justiça, já havia tomado a decisão de abrir mão do cargo. “Não há lei dos homens que me obrigue a fazer aquilo que contrarie os meus princípios”, alega. “Existe ai uma provocação para um grande tumulto no nosso país. Deus fez o homem e a mulher para a procriação, para reproduzir. Não sei onde vai chegar isso”, questiona.

O pastor afirma ainda que solicitou a demissão ao titular do cartório, Isaulino Pereira dos Santos Júnior, mas que o tabelião pediu que ele permanecesse no cargo. “Ele me pediu para eu ficar e disse que caso alguém solicitasse o pedido de casamento homoafetivo, outro juiz de paz seria chamado para realizá-lo. Mas aqui, graças a Deus,  ainda não chegou ninguém pedindo o casamento homoafetivo”.

Cartório nega discriminação
Procurado pelo G1, o titular do cartório civil de Redenção negou a versão do pastor. “De fato, ele pediu afastamento do cargo na quarta-feira passada (15), alegando que iria mudar de cidade para cuidar da esposa que estaria internada na UTI de Goiânia, mas não falou nada sobre se recusar a fazer casamentos entre pessoas do mesmo sexo”, alegou Isaulino.

Ainda de acordo com o titular do cartório, caso o pastor tivesse pedido exoneração porque não aceita o casamento homoafetivo, ele seria imediatamente afastado do cargo. “Eu iria acatar o afastamento, porque não pode haver discriminação. Caso ele queira sair por esse motivo, eu vou solicitar imediatamente ao juiz da comarca outro juiz de paz”, afirma Santos Júnior, que garante ainda que o pastor não entregou ao cartório nenhuma solicitação oficial de demissão do cargo.

Segundo o presidente da Associação dos Magistrados do Pará (Amepa), Heyder Ferreira, o juiz de paz pode pedir demissão se discordar de uma decisão do CNJ. “Se ele continuar no cargo, é obrigado a cumprir a determinação, mas por ser voluntário, não podemos impor. O cartorário, em compensação, é obrigado a cumprir a determinação”, explica.

De acordo com o último levantamento realizado pelo IBGE, no Censo 2010, 1.782 pessoas declararam viver em casamento entre pessoas do mesmo sexo no Pará.

Fonte: G1 PA

Deixe Sua Avaliação

ANIVERSÁRIO DO PASTOR ANTÔNIO ADELINO

A igreja Assembléia de Deus de Upanema-RN promoverá na próxima Quarta-feira (15/05), às 19h00min, no templo sede, um culto de gratidão pelo aniversário do Pastor Antônio Adelino dos Santos, líder assemblaiano local.

Assim, participarão desse trabalho todos os membros da AD, obreiros do campo upanemense, bem como pastores dos municípios circunvizinhos.
Além disso, abrilhantarão o evento os grupos musicais e cantores locais.
Cremos que esse culto será uma bênção e toda honra e Glória será dada ao Rei Jesus!
Fonte: Site Upanema para Cristo
Deixe Sua Avaliação

DINHEIRO PÚBLICO NO RALO: VISITA DO PAPA FRANCISCO AO BRASIL CUSTARÁ R$ 118 MILHÕES

A visita do Papa Francisco ao Brasil custará R$ 118 milhões à União, governo e prefeitura do Rio de Janeiro, segundo matéria do Globo. O governo federal desembolsará 62 milhões, dos quais R$ 30 milhões serão relativos a ações de segurança e defesa. Estado e Município contribuirão com R$ 28 milhões cada. O pontífice estará na capital fluminense para a 26ª Jornada Mundial da Juventude, entre 23 e 28 de julho. Um efetivo de 10.700 homens será empregado na segurança enquanto Francisco estiver no Brasil. Serão 9 mil integrantes das Forças Armadas e 1,7 mil da Força Nacional. Além disso, a Igreja contratará 2 mil seguranças privados. Haverá 1,5 mil homens da Força Nacional somente em Guaratiba, local de uma vigília e missa campal.

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe Sua Avaliação

A MENTIRA DA IMPRENSA PARA QUE O HOMOSSEXUAL NÃO RECEBA TRATAMENTO PSICOLÓGICO

Deputados: Marco Feliciano e João Campos

A imprensa brasileira reforça a cada dia o seu favoritismo pelo sindicalismo gay. Sua militância em prol dessa causa é tamanha que os jornalistas se esquecem de cumprir com o princípio básico da profissão, previsto no artigo 4º do capítulo 2 do Código de Ética do Jornalista Brasileiro: “o compromisso fundamental do jornalista é com a verdade no relato dos fatos, deve pautar seu trabalho na precisa apuração dos acontecimentos e na sua correta divulgação”.

Esse descompromisso com a verdade pode ser visto, por exemplo, numa pesquisa rápida pela internet sobre o Projeto de Decreto Legislativo 234/11, de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO). Nos portais de notícias destaca-se: “Feliciano vai votar proposta que trata homossexualidade como doença”; “Feliciano vai votar projeto sobre cura gay”; “Feliciano pauta discussão de projeto sobre ‘cura gay’”. A última citação étítulo de reportagem da Folha de São Paulo, divulgada na última quinta-feira, 2 de maio, e, como nas demais matérias publicadas, destoa completamente da proposta do projeto acima citado.

Vamos aos fatos: o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara (CDHM), decidiu votar na próxima semana o PDL 234/11, que torna sem efeito um trecho do Artigo 3º e todo o Artigo 4º da Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia. Confira parte propositiva do projeto:

Art. 1º Este Decreto Legislativo susta o parágrafo único do Art. 3º e o Art. 4º, da Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 1/99 de 23 de Março de 1999.

Art. 2º Fica sustada a aplicação do Parágrafo único do Art. 3º e o Art. 4º, da Resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 1/99 de 23 de Março de 1999, que estabelece normas de atuação para os psicólogos em relação à questão da orientação sexual.

Art. 3º Este decreto legislativo entra em vigor na data de sua publicação.”

Sendo assim, caso o projeto seja aprovado, o parágrafo único do artigo 3º e todo o artigo 4º, abaixo, não teriam mais efeito:

Art. 3° – os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.”

Parágrafo único – Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades.

Art. 4° – Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.”

Entretanto, a reportagem da Folha de SP, sem qualquer apuração e análise dos fatos, reproduziu o que dizem os militantes gays: que o projeto de Campos pretende sustar dois artigos instituídos em 1999 pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP). “O primeiro impede os psicólogos de exercer ações que favoreçam ‘a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas’. O segundo afirma que os profissionais não podem emitir opiniões que reforcem ‘preconceitos sociais’ contra os homossexuais “como portadores de qualquer desordem psíquica’”, escreveu o repórter, sem se identificar.

Como se pode constatar, a reportagem se refere erroneamente ao caput do Artigo 3º, que permaneceria intacto, ao citar na matéria a “patologização”. Somente o parágrafo único desse artigo seria retirado, além de todo o artigo 4º, visto que esses dois trechos criam um padrão não definido na relação entre o psicólogo e a homossexualidade, o que torna possível enquadrar um profissional com base apenas no achismo.

O pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia, é um exemplo disso. “Estou sendo vítima daImagem: divulgação subjetividade dos artigos do Conselho Federal de Psicologia (CFP). Estão propondo a cassação do meu registro profissional sem eu atender como psicólogo os homossexuais; apenas por eu ter falado sobre o assunto como um pastor no programa de televisão”, desabafou ele, que também é presidente do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil (Cimeb).

Malafaia esclarece ainda que, na Ciência Humana, o paciente é quem determina se quer ser tratado ou não. Nenhum procedimento teraupêutico pode ser feito sem que a vontade do paciente seja estebelecida. “A questão é que ideologizaram o CFP. Deixou de ser Ciência Humana para ser Ciência Exata. Se a Psicologia é a ciência do comportamento humano e se alguém vai a um psicólogo pedir ajuda acerca de qualquer comportamento que incomoda sua vida, esse profissional não tem outra alternativa a não ser ajudá-lo. No caso do homossexualismo, a resolução vigente diz que não pode e fecha a questão como se tivéssemos todas as respostas na ciência para o comportamento homossexual. Isso é um absurdo!”

Para mudar essa situação, Malafaia apoia o PDL 234/11 e convoca todos os cidadãos brasileiros que defendem a democracia e a liberdade de expressão a enviar e-mails aos deputados da CDHM para que os parlamentares digam “sim” à proposta desse projeto. A seguir, a relação de contatos dos membros da Comissão:

Observação: copie todos os e-mails abaixo e cole-os no espaço para destinatário, enviando para todos os deputados de uma só vez.

[email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected];[email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]; [email protected]

Fonte: Verdade Gospel.com

Deixe Sua Avaliação

2º PRÉ-CONGRESSO NA CONGREGAÇÃO AD PÊGAS

.:: Participe!!!
PROGRAMAÇÃO (veja abaixo)

QUARTA-FEIRA (31/10)

19:00h –
ABERTURA
PREGADOR: Azencleve – Mossoró/RN

QUINTA-FEIRA (01/11)
16:00h –
PANFLETAGEM NO BAIRRO
18:30h –

CULTO EVANGELÍSTICO
PREGADOR:
Pr. Francisco das Chagas – Fortaleza/CE

SEXTA (02/11)
8:30h –
REUNIÃO DE AVIVAMENTO
PREGADOR:
Pr. Francisco das Chagas – Fortaleza/CE

14:30h –
REUNIÃO DE AVIVAMENTO
PREGADOR:
Pr. Jayro Kaillo – Natal/RN

19:00h –
CULTO DE INSTRUÇÃO – SEDE

SÁBADO (03/11)
8:30h –
REUNIÃO DE AVIVAMENTO
PREGADOR:
Pr. Francisco das Chagas – Fortaleza/CE

14:30h –
REUNIÃO DE AVIVAMENTO
PREGADOR:
Pr. Jayro Kaillo – Natal/RN
                        
18:30h –
CULTO EVANGELÍSTICO – ENCERRAMENTO
PREGADOR:
Pr. Jayro Kaillo – Natal/RN
Deixe Sua Avaliação

CANTOR ARMANDO FILHO SE APRESENTARÁ EM CARAÚBAS/RN NA NOITE DESTE SÁBADO


Um dos cantores mais respeitados do cenário gospel estará se apresentando na noite de hoje na cidade de Caraúbas/RN. Trata-se de Armando Filho, que fará um show à população caraubense na Praça Aproniano Martins de Sá.
Ele estará prestigiando a programação de aniversário de 30 anos da Primeira Igreja Batista. O Culto Festivo tem início às 19h00min e todos são convidados a prestigiar.
Fonte: Caraúbas Hot News
Deixe Sua Avaliação