PP DE UPANEMA REALIZARÁ CONVENÇÃO PARA ELEIÇÃO DO DIRETÓRIO MUNICIPAL

O Partido Progressista (PP) de Upanema vai realizar sua convenção municipal na tarde do próximo domingo (28), quando oficializará a constituição do Diretório Municipal da legenda na cidade.

O encontro está previsto para acontecer às 14 horas, na sede da Câmara Municipal.

Atualmente, o PP de Upanema é presidido pelo empresário Francisco Carvalho e ocupa duas cadeiras no Poder Legislativo: Edson Bezerra e Lamark Carvalho.

LUIZ JAIRO E MONTHALGGAN ACOMPANHAM DIPLOMAÇÃO DE JOÃO MAIA E RAFAEL MOTTA EM NATAL

O prefeito Luiz Jairo (PR) e o presidente da Câmara Municipal, vereador Monthalggan Fernandes (PSB), participaram, na tarde da última quarta-feira (19), da solenidade de diplomação dos candidatos eleitos em outubro, no Teatro Riachuelo, em Natal.

A cerimônia, comandada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN, diplomou os novos deputados estaduais, federais, Senadores, e a governadora eleita, Fátima Bezerra, do PT.

Luiz Jairo e Monthalggan acompanharam os federais pelo RN, João Maia (PR) e Rafael Motta (PSB).

MP ELEITORAL PEDE A CASSAÇÃO OU SUSPENSÃO DO DIPLOMA DE FÁTIMA

Governadora Fátima Bezerra foi diplomada na noite desta quarta-feira, 19

A notícia é assinada pelo jornalista Dinarte Assunção, no “Blog do Dina”.

O Ministério Público Eleitoral do Rio Grande do Norte (MPE-RN) ingressou com ação em que requer a suspensão ou cassação do diploma da governadora eleita Fátima Bezerra (PT) e seu vice, Antenor Roberto (PC do B).

A ação é assinada por quatro procuradores Fernando Rocha, Cibele Benevides, Rodrigo Telles e Victor Mariz. Ela foi apresentada como contraponto à aprovação com ressalvas das contas de Fátima.

A relatoria no TRE é do juiz federal Almiro Lemos.

Para o MPE, os valores que estão enquadrados no que ele considera graves irregularidades, mais de R$ 2 milhões, são razões para os pedidos feitos, o que corresponde a 36% dos R$ 5,5 milhões que a campanha da petista movimentou.

O órgão explica que a cassação ou supensão do diploma seria ato feito mediante a temporalidade. Como Fátima já foi diplomada, mas não é governadora no exercício de seu mandato, se ação fosse ser julgada hoje, em favor do MPE, o mais provável é que fosse haver a suspensão.

Procurada, a assessoria da governadora eleita Fátima Bezerra ainda não retornou ao contato.

Leia na íntegra AQUI.

REELEIÇÃO DE BETO GARANTE REFORÇO A UPANEMA EM BRASÍLIA-DF

A reeleição do deputado federal Beto Rosado (PP) tem reflexo direto na cidade de Upanema, onde o parlamentar contou com o apoio do vereador Ibamar Costa (PR).

Na Câmara, Beto Rosado sempre destinou emendas para o município, e não deve ser diferente nesse novo mandato. Ao contrário de Beto, o então deputado estadual Fernando Mineiro (PT) obteve votações em todas as eleições anteriores e nunca destinou uma única emenda.

A reeleição do parlamentar foi garantida nesta segunda-feira (17), após o ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidir pela validação dos votos do candidato a deputado federal Kerinho (PDT), refazendo os cálculos de quociente eleitoral e redefinindo a lista de eleitos à Câmara dos Deputados.

De eleito, Mineiro vai para a suplência e deve ser encaixado no Governo do Estado.  

“NÃO HÁ A MENOR CONDIÇÃO DE APOIAR RENAN”

O senador eleito e deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, não vai interferir nas eleições para o comando da Câmara e do Senado, mas que “não há a menor condição de apoiar Renan Calheiros (MDB-AL) para a presidência do Senado.” Flávio, que é filho de Jair, foi o entrevistado do programa Central das Eleições, da GloboNews, na noite desta segunda-feira, 3.

O senador eleito disse que Renan “precisa entender esse momento que o Brasil está vivendo” e que o perfil de um presidente do Senado “é uma pessoa ficha limpa, que conheça a Casa e que esteja alinhado com o perfil de renovação que o Brasil está pedindo”.

Flávio questionou o que Renan teria a oferecer aos senadores, uma vez que não vai ter a máquina do governo ao seu lado. “Todos esses candidatos, com exceção do Renan, certamente têm tudo para chegar a uma convergência para fazer frente real a essa força do Renan Calheiros”, disse, citando os nomes de Davi Alcolumbre (DEM-AP), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Alvaro Dias (Pode-PR) como possíveis presidentes da Casa.

Sobre a Câmara, Flávio disse que há uma certa resistência ao nome de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a presidência da Casa. “Maia já teve seu tempo à frente da Câmara, não conseguiu garantir o quórum suficiente para a votação da reforma da Previdência. Novo momento do Brasil pede um presidente inédito.”

Sobre a articulação política com o Congresso, o senador eleito disse que será dividida entre o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o general Alberto dos Santos Cruz, futuro ministro da Secretaria de Governo, mas que o trabalho será feito por todos que quiserem ajudar.

Fonte: IstoÉ