JULHO VERDE ALERTA SOBRE CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO

Especialista do Hapvida explica formas de prevenção e evolução nos tratamentos que elevam as chances de cura quando descoberta nos estágios iniciais

Em 27 de julho é celebrado o Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço, tipo da doença que atinge cerca de 43 mil novos casos anualmente, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). O lema da campanha em 2019 é “O câncer está em nossa cara, mas às vezes não se vê”.

De acordo com o cirurgião de cabeça e pescoço do Hapvida, Tomás Garcia, a especialidade trata de enfermidades benignas e malignas nessa região, as quais incluem doenças como câncer de pele da face do pescoço e couro cabeludo; doenças da boca, laringe, faringe, amígdalas, base da língua, esôfago cervical, da tireoide, bem como doenças congênitas, da cavidade nasal e paranasais. 

“Falando especificamente do câncer de cabeça e pescoço, em termos de dados epidemiológicos, temos o câncer que afeta a área aerodigestiva, que começa no câncer de lábio, boca, laringe e faringe, e o câncer de tireoide, que é o prevalente nessa área”, explica o cirurgião.

O cirurgião alerta que atualmente os principais fatores responsáveis pelo desenvolvimento da doença são tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e, atualmente, o crescente número de casos de infecção crônica pelo HPV (papilomavírus humano).

Sintomas

De acordo com o cirurgião, o principal sintoma do câncer de cabeça e pescoço é o aparecimento de um ferimento na gengiva, língua e na garganta, seguido de dor crônica e queimação que dura, geralmente, mais de três a quatro semanas. “Quando você tem um ferimento que não cicatriza espontaneamente dentro desse tempo, é um indicativo de procurar um especialista e investigar”, alerta.

Tomás Garcia explica que o câncer de cabeça e pescoço é mais prevalente no sexo masculino e as razões são pelo hábito do fumo, onde há maior número de adeptos e também porque as mulheres tendem a ser mais cuidadosas com exames de rotina.

“O câncer da área aerodigestiva é mais prevalente no homem. No entanto, o câncer da tireoide acomete mais as mulheres e, nas estatísticas, geralmente ele fica entre os cinco primeiros no sexo feminino, atrás somente do câncer de útero, mama, gastrointestinal e pulmão”, detalha o especialista.

Tratamento

 O médico esclarece que se trata de um tratamento multimodalidade, onde a principal maneira de cuidar é por meio de procedimento cirúrgico na área afetada pelo câncer, associado à radioterapia e quimioterapia. “A escolha do tratamento vai depender do tipo de câncer, da localização e o estadiamento do câncer, ou seja, o quanto está evoluído”, garante Tomás.

Prevenção

O médico Tomás Garcia explica que a literatura esclarece que infecção pelo HPV está relacionada ao câncer de orofaringe, que acomete a região das amígdalas e atualmente também pode causar o câncer de boca.

“O HPV tem sido um dos principais causadores do câncer de boca e orofaringe, junto ao hábito de fumar e beber. Por isso, para prevenir, é fundamental que abandone esses maus hábitos do tabagismo e etilismo, bem como praticar sexo de forma segura e vacinar as crianças e adolescentes contra o HPV, a qual é uma ação que renderá bons frutos no futuro”, afirma.

Julho Verde

Para conscientizar os brasileiros, em especial os homens – população que sofre com a maior incidência da doença – a Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG) Brasil criou a campanha Julho Verde, que marca o mês de conscientização e prevenção desse tipo de câncer.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca) revelam que o câncer de cabeça e pescoço representa 4% do total de todos os tipos da doença no Brasil. São cerca de 43 mil novos casos anualmente, segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Trabalhos brasileiros demonstram que cerca de 7% da população pode ter infecção pelo HPV detectada na boca.

Ainda segundo o INCA, no biênio 2018/2019, serão 11.200 casos na região da cavidade oral, 6.390 na laringe, 8.240 no esôfago e 1.570 na tireoide. Entre as mulheres, a cavidade oral representará 3.500 casos, 1.280 casos serão diagnosticados na laringe, 2.550 no esôfago e 8.040 casos na tireoide.

Deixe Sua Avaliação

PREFEITURA DE UPANEMA CONVOCA POPULAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO DO CARTÃO SUS

A Prefeitura de Upanema convoca a população para atualização do cartão SUS.

Devem atender ao chamado os usuários do SUS com cartão cuja numeração é iniciada com 7.

A atualização do cartão pode ser feita na Secretaria Municipal de Saúde das 07 às 13 horas, de segunda a sexta-feira.

PREFEITURA DE UPANEMA CONVOCA POPULAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO DO CARTÃO SUS
1 (20%) 1 voto

FESTA JUNINA: FOGUEIRAS PODEM AGRAVAR PROBLEMAS RESPIRATÓRIOS

Pneumologista do Hapvida alerta para que pessoas com rinite, bronquite e asma evitem locais com fumaça

As festas juninas costumam agitar este período do ano e, além das comidas típicas, as grandes fogueiras são atrativos, seja para iluminar ou aquecer os ambientes e até mesmo assar alimentos. Porém, para curtir as noites juninas da melhor maneira, são necessários alguns cuidados para evitar problemas respiratórios decorrente da eventual inalação da fumaça.

A fuligem causada pelas fogueiras emite gases como monóxido de carbono (CO) e cianeto, que são prejudiciais às pessoas com rinite, asma e bronquite. “Quem tem essas alergias respiratórias não deve permanecer nesses locais porque a inalação da fumaça precipita crises de obstrução nasal, espirros, coriza, além das crises de falta de ar, com chiado no peito”, alerta o médico pneumologista do Hapvida, Jorge Benevides.

Outro fator prejudicial à saúde é a poluição da fumaça dos fogos de artifícios geralmente acionados em festas juninas. Benevides reforça que, caso seja inevitável a presença nesses lugares, seja feita uma prevenção com “uso de antialérgicos, bombinhas para falta de ar e medicações anti-inflamatórias quando necessários”, completa.

Crianças e idosos merecem atenção especial, pois são mais suscetíveis às alergias respiratórias. É preciso estar sempre em alerta aos primeiros sinais e sintomas de infecções para, em caso de emergência, recorrer a uma unidade de saúde em busca de socorro médico, que pode amenizar os sintomas.

Deixe Sua Avaliação

RIO GRANDE DO NORTE DEFENDE MANUTENÇÃO DE CONSELHOS DURANTE 9ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE

Começou nesta terça (11/06) a 9ª Conferência Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (RN), que acontece na capital potiguar. Os 167 municípios do estado realizaram suas conferências, que elegeram mais de mil delegados e delegadas. Dentre as pautas da abertura, o evento, que segue até dia 13, discutiu a manutenção dos conselhos participativos como espaços fundamentais para o financiamento adequado do SUS e para a democracia brasileira.

O tema surgiu devido ao Decreto nº. 9.759, de 11 de abril de 2019, que extinguiu centenas de órgãos colegiados. O Conselho Nacional de Saúde (CNS) não foi atingido, pois está respaldado pela Lei nº 8142/1990, que “dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS)”. Porém, de acordo com Fernando Pigatto, presidente do CNS, a medida afeta a democracia brasileira. “Toda a participação popular no país foi atingida e nós não nos omitiremos”.

Pigatto convocou os participantes à 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª+8), marcara para ocorrer de 4 a 7 de agosto, em Brasília. “Queremos que essa conferência seja o espaço onde o povo vai ocupar o lugar de destaque que realmente tem que ocupar. Quem sabe a realidade da vida é quem está nas bases”, defendeu.

A presidenta do Conselho Estadual de Saúde (CES/RN), Geolípia Jacinto, alertou sobre o contexto de ameaças ao SUS. “O balanço nesses 30 anos é desigual. A saúde nunca esteve tão ameaçada quanto agora. Temos perdas imensuráveis. A Constituição de 1988 demanda que todo poder emana do povo. A lei traz no seu bojo a garantia da participação social e do controle social na saúde. O SUS é o melhor caminho para a justiça social e a proteção de saúde sem distinções”.

A procuradora Iara Maria Pinheiro, representante do Ministério Público do Rio Grande do Norte, apresentou a instituição como importante aliada à pauta do controle social. “Essa participação ampla é legítima. É sobre o corpo social que recaem os benefícios. As conferências de saúde são um termômetro social. São espaços democráticos que consolidam as políticas sanitárias”, disse.

Mercantilização do SUS

Ileana Neiva Moussinho, procuradora regional do trabalho da 21ª Região, defendeu que os aspectos financeiros não podem sobrepor os aspectos humanitários da maior política de saúde brasileira. “Não é só uma questão financeira, é uma questão de vida. Aquilo que a iniciativa privada não acha lucrativo tratar, é tratado pelo SUS. É um sistema grandioso que nós devemos defender”, afirmou.

Cipriano Maia, secretário estadual de saúde, também criticou os processos de mercantilização do SUS. “Os interesses do mercado não podem predominar sobre os interesses humanos. Está havendo um predomínio de políticas liberais que tentam desqualificar os seres humanos, torná-los instrumentos, simples objetos”.

Para George Antunes de Oliveira, secretário municipal de saúde de Natal, “o SUS já está na veia do povo. O argumento de que o SUS consome um volume grande de recursos, e por isso seria inviável, não é suficiente. É lógico que o consumo é maior. A inflação na saúde é diferente do comércio qualquer, mas alguns não querem compreender”, criticou.

Enquanto representante dos gestores do SUS, Maria Elisa Garcia Soares, presidenta do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN (Cosems), defendeu a união diante do atual contexto. “Nós não temos lados opostos. Temos aqui usuários, gestores e trabalhadores. São essas pessoas que precisam estar juntas. Somos fortes. Temos aqui pessoas que querem e sabem o que é a saúde do RN e do Brasil”, afirmou

A governadora do RN, Fátima Bezerra, precisou ir a Brasília em uma agenda oficial onde se posicionou contra a Reforma da Previdência, que, se aprovada, deve gerar agravos à saúde da população. A informação foi dada pelo vice-governador do estado, Antenor Roberto Soares de Medeiros. “Os tempos são de tempestades ácidas sobre as políticas públicas, mas vocês aqui representam a coragem. Na conferência nacional vocês vão dizer que o SUS é uma construção coletiva. Nós dizemos sim ao controle social e aos conselhos”, finalizou.

Palestra Magna

O evento seguiu com uma palestra magna do médico e professor Gastão Wagner de Sousa Campos, que defendeu políticas de saúde cada vez mais humanizadas. Para ele, “o SUS é uma revolução no jeito de cuidar da saúde”. O RN vai eleger no último dia de conferência 72 delegados e delegadas que vão representar o estado no evento nacional. As contribuições dos participantes vão compor o Plano-Plurianual de Saúde 2020-2023 e o Plano Nacional de Saúde, que devem nortear as ações do Ministério da Saúde pelos próximos anos.

Ascom CNS

Deixe Sua Avaliação

PUBLICADA LEI QUE TRATA DE INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA DE USUÁRIO DE DROGA

Da Agência Brasil – A Lei nº 13.840, de 5 de junho de 2019, que prevê, entre outras medidas, a internação involuntária de dependente de drogas, está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (6). Ela foi sancionada ontem (5) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, e dispõe sobre o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas e as condições de atenção aos usuários ou dependentes e para tratar do financiamento das políticas sobre drogas.

No seu artigo 23-A, o texto diz que o tratamento do usuário ou dependente de drogas deverá ser ordenado em uma rede de atenção à saúde, com prioridade para as modalidades de tratamento ambulatorial, incluindo “excepcionalmente formas de internação em unidades de saúde e hospitais gerais nos termos de normas dispostas pela União e articuladas com os serviços de assistência social e em etapas”.

Entre essas etapas, está a que trata da internação do dependente, que somente deverá ser feita em “unidades de saúde ou hospitais gerais, dotados de equipes multidisciplinares e deverá ser obrigatoriamente autorizada por médico devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) do estado onde se localize o estabelecimento no qual se dará a internação”.

De acordo com a lei, serão consideradas dois tipos de internação: voluntária e involuntária. Na internação involuntária, o texto diz que ela deve ser realizada após a formalização da decisão por “médico responsável e indicada depois da avaliação sobre o tipo de droga utilizada, o padrão de uso e na hipótese comprovada da impossibilidade de utilização de outras alternativas terapêuticas previstas na rede de atenção à saúde”.

O documento indica que a internação involuntária deveráocorrer no prazo de tempo necessário à desintoxicação do paciente, “no prazo máximo de 90 dias, tendo seu término determinado pelo médico responsável; e que a família ou o representante legal poderá, a qualquer tempo, requerer ao médico a interrupção do tratamento”.

A lei prevê também que todas as internações e altas deverão ser informadas, em, no máximo, de 72 horas, ao Ministério Público, à Defensoria Pública e a outros órgãos de fiscalização, por meio de sistema informatizado único”.

Deixe Sua Avaliação

RN TEM DESABASTECIMENTO DE SOROS ANTIVENENOS, ANTIRRÁBICO E FUMACÊ

O secretário estadual da Saúde Pública, Cipriano Maia, concedeu na tarde desta quarta-feira (5) entrevista coletiva com o objetivo de alertar à população e aos profissionais de saúde sobre atitudes de proteção e de prevenção diante da crise de desabastecimento de soros antiveneno e antirrábico que afeta todo o país, bem como a falta do inseticida malation utilizado pelos carros fumacê no combate ao mosquito Aedes aegypti.

Os soros antivenenos ou antiofídicos, utilizados para tratar mordidas de cobras e animais peçonhentos (cobras, escorpiões e morcegos), são fornecidos pelo Ministério da Saúde que tem feito adequações devido à redução considerável na produção do soro.

Deixe Sua Avaliação

CAMAPU: A PLANTA QUE AJUDA NA RECUPERAÇÃO DE ALZHEIMER E PARKINSON

Camapu, fisalis ou juá-de-capote é muito comum aqui no nosso país, em diversas regiões. Na verdade, são duas as espécies: o Camapu (Physalis pubescens) e o Juá de capote (Physalis angulata), com diferentes características que podem ser facilmente cultivadas aqui.

Mas, o interessante é que a ciênciaestá estudando esta planta pois, ela ajuda na recuperação dos neurônios e, portanto, das doenças neuro-degenerativas como o Alzheimer, o Parkinson e diversas outras.

Pesquisadores do Pará descobriram que uma das substâncias que o camapu (Physalis pubescens) contém no talo da planta tem a potencialidade de estimular a produção de novos neurônios no hipocampo – o hipocampo é a área do nosso cérebro que está ligada à memória – e buscam desenvolver medicamentos fitoterápicos que possam ser aplicados aos seres humanos pois, por enquanto a pesquisa se limita a outros animais. Esta pesquisa também aponta a possibilidade de que estes medicamentos possam ser usados para os que sofrem de depressão grave, onde há perda neuronal.

Leia mais AQUI.

Deixe Sua Avaliação

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE SE ENCERRA NA SEXTA-FEIRA

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe termina nesta sexta-feira, 31 de maio. Até ontem, Upanema já havia vacinado 74% dos grupos prioritários. As vacinas contra a Influenza estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde, nas zonas urbana e rural do município.

Os grupos prioritários são crianças de 6 meses até menores de 6 anos, gestantes, idosos com 60 anos ou mais, mulheres com até 45 dias pós-parto, doentes crônicos, trabalhadores da saúde, população indígena, adolescentes e jovens sob medida socioeducativa, população carcerária e funcionários do sistema prisional, professores de escolas públicas e particulares e profissionais das forças de segurança e salvamento (policiais civis, militares, bombeiros e membros das Forças Armadas).

A Vacina contra a Influenza é trivalente. Protege contra H1N1, H3N2 e B/Colorado/06/2017.

Deixe Sua Avaliação

SESAP ALERTA PARA RISCOS DO TABAGISMO

O Dia Mundial sem Tabaco, celebrado em 31 de maio, foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1987, com a finalidade de alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo e defender as políticas para redução do consumo de tabaco. O tema internacional da campanha de 2019 é “Tabagismo e Saúde Pulmonar”, tendo por objetivo conscientizar a população sobre os riscos de doenças pulmonares oriundas do consumo de tabaco e de seus produtos derivados.

No Rio Grande do Norte, o Programa Estadual de Controle do Tabagismo vem desenvolvendo ações em conformidade com a Política Nacional de Controle do Tabaco, com o objetivo de proteger as gerações presentes e futuras das consequências sanitárias, sociais, ambientais e econômicas geradas pelo consumo e pela exposição à fumaça do tabaco.

(Veja mais…)

Deixe Sua Avaliação

DR. BERNARDO ATENDE PACIENTES NA ÁREA DA SAÚDE EM UPANEMA

Quem retornou ao município de Upanema na tarde desta segunda-feira, 20, foi o médico e deputado estadual Dr. Bernardo Amorim, do Avante.

Em meio a sua agenda na cidade, Dr. Bernardo atendeu dezenas de pacientes que serão submetidos a procedimentos cirúrgicos. A avaliação ocorreu na Unidade Básica de Saúde Dr. José Naelson Bezerra, no bairro Conceição de Upanema.

Sua presença na cidade tem sido cada vez mais frequente, apesar da rotina da Assembleia Legislativa.

Deixe Sua Avaliação