[leia] Flamengo vence o Boavista, e Ronaldinho Gaúcho marca seu primeiro gol com a camisa rubro-negra

Ronaldinho Gaúcho comemora após marcar, de pênalti, seu primeiro gol pelo Flamengo - Foto: Divulgação/Fla Imagem

RIO – Ronaldinho Gaúcho marcou seu primeiro gol com a camisa do Flamengo, mas quem deixou o gramado do Moacyrzão como herói neste domingo foi o jovem Guilherme Negueba. Sem jogar bem, o Flamengo esteve perto de tropeçar diante do Boavista, mas contou com um gol do atacante de 18 anos, aos 39 minutos do segundo tempo, para vencer por 3 a 2, manter os 100% de aproveitamento e garantir com uma rodada de antecedência a primeira colocação do grupo B, com 18 pontos em seis rodadas.

O Flamengo vai enfrentar o Resende na próxima partida, a última antes das semifinais da Taça Guanabara. Mesmo derrotado, o Boavista ainda sonha com a segunda vaga da chave. E vai depender de mais uma vitória rubro-negra para alcançar seu objetivo. Em quarto lugar com dez pontos, o time da Região dos Lagos terá de vencer o Nova Iguaçu (11 pontos) e torcer pela derrota do Resende (13) para disputar a classificação no saldo de gols.

Apesar do calor em Macaé, o Flamengo começou o jogo imprensando o Boavista em seu campo de defesa. E o domínio surtiu efeito aos 21: Thiago Neves fez ótimo lançamento para Deivid, que foi derrubado pelo goleiro Thiago. Ronaldinho Gaúcho cobrou o pênalti com o tradicional chute à meia altura, no lado direito, e abriu o placar, aos 24. Empolgado, o camisa 10 tentou ampliar de falta, aos 36, mas Thiago defendeu no meio do gol.

Ronaldinho some no segundo tempo e ainda leva cartão amarelo

Mas o Boavista não se intimidou com a vantagem do Flamengo e mostrou por que chegou à penúltima rodada lutando por uma das vagas na semifinal. O time de Saquarema equilibrou o jogo e passou a cercar a área rubro-negra nos minutos finais do primeiro tempo. Na melhor chance, aos 40, Paulo Rodrigues cobrou falta e Felipe defendeu no canto direito. Nos acréscimos, Egídio se antecipou a Frontini e impediu a conclusão do atacante, na pequena área.

A volta do intervalo foi boa para o Flamengo. Logo aos três minutos, Leonardo Moura foi ao fundo pela direita e cruzou com perfeição na cabeça de Deivid, que só precisou escorar, na pequena área, para fazer o segundo. Só que o Boavista respondeu rápido: aos cinco, Joílson cruzou da direita, a bola foi desviada para a pequena área e Frontini tocou no canto esquerdo de Felipe, descontando para o time de Saquarema. Mesmo com o adversário melhor, o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu testar uma nova formação, colocando o zagueiro Jean no lugar do lateral Egídio. Mas o Flamengo não melhorou com a mudança.

Sumido em campo, Ronaldinho Gaúcho só voltou a aparecer quando recebeu cartão amarelo aos 23, por falta em Roberto Lopes. O empate do Boavista quase saiu aos 31, quando o goleiro Felipe deixou passar a bola num escanteio da esquerda, mas a zaga impediu o gol olímpico. Aos 36, no entanto, a equipe da Gávea foi castigada por nova falha da defesa: Welinton deu um presente para Frontini, que arriscou da entrada da área e contou com a sorte, já que a bola desviou em Jean e traiu o goleiro Felipe.

Só após sofrer o empate o Flamengo decidiu voltar ao ataque. E aí contou com a estrela do jovem Guilherme Negueba. Cinco minutos depois de entrar no lugar de Deivid, o garoto dos juniores marcou o gol da vitória rubro-negra, completando de primeira a boa jogada de Willians pela esquerda. Nos acréscimos, o último susto: Tony cobrou falta no travessão de Felipe.

Compartilhe
phdvirtual

[leia] Gomes estreia com pé direito, e Vasco vence a primeira no Carioca

A espera terminou. Depois de cinco rodadas de resultados ruins e muito sofrimento, o Vasco fez 3 a 0 no Americano, neste domingo, em São Januário, e conseguiu a primeira vitória no Campeonato Carioca. Estreia com o pé direito para o técnico Ricardo Gomes. Os gols foram marcados por Marcel, Dedé e Jeferson. Os 1171 torcedores que compraram ingresso deixaram o estádio mais animados com o futuro. E gritaram “O campeão voltou”.

Agora, a equipe da Colina tem quatro pontos e está na quinta colocação, sem chance de classificação para a semifinal da Taça Guanabara. O Americano agora é o lanterna com dois pontos.

No próximo domingo, às 17h (de Brasília), na última rodada da fase de classificação, o Vasco vai até Macaé enfrentar o América. No mesmo dia e no mesmo horário, o Americano recebe o Volta Redonda no Godofredo Cruz.

Marcel faz o gol e dá alívio aos vascaínos

Ajudado pela pequena ameaça ofensiva do Americano, o Vasco começou bem a partida e foi logo tomando conta do jogo. Com boa movimentação pelos dois lados do campo, o time não demorou a levar perigo para o goleiro adversário. A primeira boa chance aconteceu logo no início do jogo, quando Caíque deu ótimo lançamento para Eder Luis, que, de cara para o gol, finalizou mal e desperdiçou a oportunidade. Fagner, em uma cobrança de falta e em um chute cruzado de fora da área, também assustou.

O caminho para o Vasco era pelas laterais. Foi assim que, Marcel quase marcou após cruzamento de Jeferson pela esquerda. O camisa 9, no entanto, mandou a bola rente à trave direita. O atacante estava em um bom dia. Aos 24 minutos, ele deu uma cabeçada após cruzamento na área e obrigou o goleiro a se virar para fazer a defesa.

Para alívio da pequena torcida vascaína em São Januário, a pressão fez efeito e o gol saiu antes do fim do primeiro tempo. Aos 35 minutos, Ramon cruzou na medida para Marcel, que, sozinho, mandou de cabeça para o fundo da rede: 1 a 0. Na comemoração, o atacante foi comemorar com o banco de reservas e deu um abraço no estreante Ricardo Gomes. A torcida gritou o nome de Ramon e fez as pazes com o lateral, que não vinha tendo boas atuações e era alvo de vaias.

Vasco mantém a pegada e amplia com Dedé e Jeferson

Na volta do vestiário, o técnico Ricardo Gomes colocou Felipe no lugar de Caíque. O camisa 6 estava afastado desde a derrota por 3 a 1 para o Boavisa. A alteração não fez cair o ritmo do time, que seguiu dominando amplamente o jogo. E as chances começaram a acontecer logo nos primeiros minutos. Após uma boa triangulação entre Felipe, Eder Luis e Marcel, o camisa 9 chutou de perna esquerda e Jeferson defendeu.

Mas o segundo gol não demoraria muito a sair. Aos oito minutos, Jeferson cobrou escanteio da esquerda na medida para Dedé, que subiu mais do que todos e acertou uma bela cabeçada: 2 a 0. O zagueiro e xodó, claro, foi ovacionado pelos torcedores em São Januário. O que estava bom podia ficar ainda melhor para o Vasco, não fosse o azar de Felipe. O meia recebeu lindo passe de Jeferson e ficou de cara para o gol, mas perdeu tempo ao driblar o zagueiro e na hora do chute acertou a trave.

Quando o está bom para o time, tudo parece conspirar a favor. Aos 25 minutos, Eduardo Costa fez falta dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti. Felipe cobrou no meio de Fernando Prass conseguiu fazer a defesa. Para selar de vez a vitória e dar alegria de vez para a torcida, faltava o terceiro gol. Ele veio aos 34 minutos, após um belo chute cruzado de Jeferson dentro da área. O goleiro ficou só olhando a bola entrar no cantinho esquerdo: 3 a 0.

Com a vitória garantida, o Vasco ainda conseguiu bons ataques mas o placar não foi alterado.

Compartilhe
phdvirtual

[leia] Corinthians vence por 1 a 0, alivia crise e breca boa fase do Palmeiras

Na primeira partida após a vexatória eliminação na Copa Libertadores, o Corinthians controlou os nervos e venceu o arquirrival Palmeiras por 1 a 0, gol de Alessandro, no Pacaembu. Assim, a equipe de Parque São Jorge ao menos alivia a sua maior crise desde o rebaixamento para a Série B, enquanto no Palestra Itália a boa fase dá lugar à desconfiança.

Aos 37min do segundo tempo, quando o resultado se encaminhava para um empate sem gols, Alessandro partiu pela direita, tabelou com Morais, invadiu a área e bateu na saída de Marcos.Mandante e com maioria nas arquibancadas, o time alviverde teve maior volume de jogo, porém não conseguiu superar o goleiro Júlio César, em tarde iluminada neste domingo.

Com o triunfo, o segundo no Campeonato Paulista, o Corinthians sobe para 9 pontos e tem dois jogos a menos do que os demais. Já o Palmeiras segue na liderança, com 16 pontos, um a mais do que o Santos, e perde a invencibilidade em 2011 – vinha de cinco vitórias consecutivas.

Ao comemorar o gol, Alessandro se dirigiu à torcida rival, fato que irritou o goleiro Marcos. Enquanto os torcedores alvinegros celebravam na área reservada para visitantes e no tobogã, os palmeirenses gritaram “eliminado”, em alusão ao fiasco diante do Deportes Tolima, da Colômbia.

Apesar da crise corintiana, o duelo começou equilibrado. O time alvinegro foi muito mais competitivo do que nos jogos contra o Deportes Tolima, pela Libertadores, e quase abriu o placar logo aos 5min. Jucilei recebeu de Edno e entrou sozinho na área. Marcos fechou o ângulo e salvou os donos da casa.

O Palmeiras buscou o jogo pelos lados, com Luan pela esquerda e o apoio de Cicinho pela direita.

A melhor oportunidade esteve nos pés do zagueiro Maurício Ramos. O camisa 100, que completou 100 partidas pelo clube, ficou sozinho na pequena área após um escanteio. Primeiro, chutou em cima de Júlio César e, no rebote, mandou para fora, mesmo sem goleiro.

Lances ríspidos ocorreram. Jucilei não gostou de uma entrada de Luan. Minutos depois, foi a vez de Kleber e Alessandro se encararem. O árbitro foi conivente e economizou nos cartões. Mostrou o primeiro amarelo somente aos 45min, depois de Tinga puxar Jucilei.A partir dos 20 minutos, os comandados de Felipão passaram a ter o domínio das ações ofensivas. Entretanto, com dificuldades na armação. Kleber se viu obrigado a buscar a bola no meio em alguns momentos.

Júlio César foi o melhor em campo na etapa inicial, com cinco defesas importantes. “Hoje pelo menos estou vendo o time mais guerreiro, correndo e se doando bastante. Vamos ver se conseguimos reverter essa situação”, comentou o goleiro de 26 anos, na saída para o intervalo.

Os corintianos reclamaram da arbitragem. “Tem que ter cabeça fria, o momento é difícil e todo mundo está nervoso. O árbitro marca tudo a favor do Palmeiras”, reclamou o beque, que levou um amarelo após falta em Kleber.

No segundo tempo, o Palmeiras seguiu melhor em campo. Dinei levantou a torcida com um chute de fora da área, mas a bola foi para fora.

Felipão colocou o talismã Patrik no lugar de Dinei, e Tinga saiu para a entrada de Adriano Michael Jackson.

Tite trocou Fábio Santos por Marcelo Oliveira e Edno por Willian, nos minutos iniciais do segundo tempo. Aos 34min, ainda colocou Morais e tirou Ramírez.

Apesar do maior volume de jogo dos palmeirenses, foi a equipe de Parque São Jorge balançou as redes, com Alessandro.

Compartilhe
phdvirtual

[leia] Ivanildo Lima é o novo diretor do Hospital Regional (ou Municipal?) de Apodi

Nesse momento, domingo às 18 horas, a médica Solange Noronha está transmitindo a direção do Hospital Regional de Apodi para o bioquímico/farmacêutico Ivanildo Lima.

A partir desta segunda-feira a médica não responderá mais pela parte administrativa da unidade.

Ivanildo Lima é o atual secretário da saúde, e é mais um a deixar o cargo municipal para assumir vaga no estado.

Estão nesse momento o marido da prefeita Klinger Pinto e Ivanildo Lima recebendo os trabalhos das mãos da médica Solange Noronha.


Fonte:ApodiBaixo do Pano
Compartilhe

[veja] Enquete

O APODINET quer saber: O que voces acharam das bandas que irão animar o Carnaval 2011 de Apodi?


Participe da nossa enquete,seu voto é muito importante!!!

Bandas que irão animar o carnaval de Apodi:

1 – SAIA ELETRICA – (CARAUBAS – RN)

2 – BANDA TABAKANA – (UMARIZAL – RN)

3 – BANDA TABA – (MOSSORÓ – RN)

4 – BONDE DO MALUCO – (SALVADOR – BA)

5 – BANDA BAKULEJO – (MOSSORÓ – RN)

6 – RAFAELLA MANVILLE – (FORTALEZA – CE)

7 – BANDA INALA – (MOSSORÓ – RN)

8 – BANDA GRAFITH – (NATAL – RN)

9 – METAL URBANO – (APODI – RN)

10 – DANILO NICKSON – (APODI -RN)

11 – ARRETADO ELETRICO – (APODI – RN)


Compartilhe
phdvirtual

[leia] O SISU divulga segunda chamada

O resultado da segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) está disponível para consulta pelo Boletim Individual do Aluno. Acesse seu boletim e verifique se foi selecionado(a).
As matrículas dos candidatos selecionados na segunda chamada devem ser feitas nos dias 8 e 9 de fevereiro nas instituições de ensino. Verifique junto às universidades e institutos federais os horários de funcionamento e a documentação necessária

Compartilhe