Amanhã passeio ciclístico em Apodi

O empresário Adailton Tôrres, mas conhecido como Castelo Tôrres estará organizando amanhã a partir das7hs da manhã um passeio ciclístico pelas principais ruas da cidade.

Passe lá agora mesmo na loja ‘Castelinho Perfumado’ e se inscreva, saída será em frente ao Castelinho Perfumado e logo após haverá sorteio de uma linda cesta entre os participantes.

Participe você também!!

Fonte:ApoDiário

RN: 509 anos de história esquecida

O Rio Grande do Norte comemora hoje 509 anos de fundação em meio ao desconhecimento dos potiguares sobre sua história. A data foi instituída pela lei 7.831 de 31 de maio de 2000, de autoria do deputado Valério Mesquita, num reconhecimento e alusão à chantadura do Marco de Touros, no dia 7 de agosto de 1501. No entanto, uma década depois à criação, a data continua a ser ignorada.

Comemorações contaram com a participação de bandas e fanfarras, na Praça da Bandeira, no Centro Administrativo, reunindo estudantes

Um evento realizado na manhã de ontem, dia 6, na Praça da Bandeira, no Centro Administrativo, reuniu estudantes e professores de diversas escolas, para apresentação de bandas de fanfarras e homenagens às 25 escolas que conseguiram bom desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação brasileira (Ideb). Além dos educadores, o governador Iberê Ferreira de Souza, o secretário de Educação Otávio Tavares, dentre outras autoridades, participaram do evento e destacaram ações como a distribuição de cartilha sobre o hino, bandeira e brasão do Estado. “Buscamos resgatar e fortalecer a identidade do Estado, que é construída na coletividade”, destacou Tavares.

Embora fardados e saudando à bandeira, muitos estudantes do ensino fundamental e médio admitem desconhecer por completo, não só a data, mas informações acerca dos símbolos e do ato fundador. “Nunca vi isso na escola”, garante a estudante do 2º ano do colégio Atheneu, Dalianny Mirelle Ribeiro Soares. “Só no próximo semestre, que a gente vai ver história do RN. Porque neste não tem essa matéria”, acrescentou Gabriela Ferreira, 15, aluna do 1º ano da Escola Estadual Judith Bezerra, em Lagoa Nova.

Forte dos reis magos

Há cerca de quatro anos e de forma parcial, a disciplina foi incluída na grade curricular das escolas públicas da rede estadual. Contudo, a memória e o desenvolvimento do Estado, ainda não ganharam espaço, tampouco interesse dos alunos. “Desde a 5º série que se fala no RN, mas é mais sobre os pontos turísticos, Forte dos Reis Magos, Capitania, mas não sei a data e nem como foi fundado”, garante Harlyson de Souza, da E. E. Professor Josefa Sampaio. Recuperar o conteúdo será importante para a participação em certames, observa a estudante Diana de Melo.

A diretora do Colégio Atheneu, Marcelle de Lucena critica a falta de publicações sobre a história do Rio Grande do Norte, apenas um livro adotado aborda o assunto. “A nossa história é contada sob enfoques, não é um conteúdo explorado de modo permanente”.

Para que se apropriem do conteúdo pertencente à nova grade curricular, o diretor da 1ª Dired José Fernandes, reconhece a necessidade de intensificar o ensino específico na rede, segregando-a de outras disciplinas. “O primeiro passo já foi dado e estamos aprimorando a caminhada”.

O pesquisador e diretor do Instituto Histórico e Geográfico, Enélio Petrovich lamentou a constatação. “Conhecer boa parte da história, dignifica e valoriza a criatura humana. São válidas quaisquer ações que traduzam ou signifiquem avanço no conhecimento da identidade”.

Acontecimentos como a fixação do marco e o interesse da expedição portuguesa pelo Estado, no ano seguinte ao descobrimento do país, na opinião do pesquisador, deveriam ser diretivas das escolas públicas. Publicações e comentários avulsos, lançados pelo IHG, são alternativas encontradas para reduzir esta carência de publicações.

Memória

O Marco foi instalado nos limites dos atuais municípios de Touros e Pedra Grande, na praia dos Marcos. A frota de três caravelas lideradas por André Gonçalves e Gaspar de Lemos, que contava ainda com a presença do cosmógrafo Américo Vespúcio, chegou até o litoral de Touros, e no solo potiguar encravou o Marco de Posse da terra brasileira – símbolo oficial do domínio de Portugal. Feito em pedra lioz, o marco de Touros apresenta, no primeiro terço, a Cruz da Ordem de Cristo e, abaixo, as armas do rei de Portugal. Ele foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural.

 
Fonte:Tribuna do Norte

Do estúdio da Band,Henrique Alves transmite bastidores do debate da Band

Do estúdio da Band, Henrique Alves transmite bastidores do debate da Band
O deputado-líder Henrique Alves (PMDB) acompanhou – como convidado – o deputado- vice Michel Temer (PMDB) ao debate da Band, ontem à noite, em Sõ Paulo.

Henrique e Temer integravam o time da presidenciável Dilma Rousseff (PT) com direito a assento no estúdio da emissora.

Pelo twitter, Henrique se mostrou bom repórter, acompanhando desde a recepção, bastidores, e até o momento de retocar a maquiagem de sua candidata.

Eis a “reportagem” do deputado:

@HenriqueEAlves -Boa noite a todos!Estou em São Paulo.No momento me encontro na anti-sala dos estúdios da Band acompanhando bastidores do debate de logo mais.

@HenriqueEAlves –

Os candidatos estão concentrados em salas separadas acompanhados de seus marqueteiros. A expectativa é grande.

@HenriqueEAlves -Fomos recebidos por João Saad no estúdio. Vários políticos por aqui. Todos simpáticos. Pediram para desligar os celulares. Tensão no ar.

@HenriqueEAlves -Estou ao lado de Temer. Confiantes. É importante para o povo brasileiro escolher o melhor. Ou a melhor… Boa sorte a todos os candidatos!

@HenriqueEAlves -Aécio chegou e veio falar conosco. Perguntou se tinha cadeira aqui. Ofereci meu lugar ao lado do Michel Temer.

@HenriqueEAlves -Assessoria direta de Dilma próxima ao palco: José Eduardo Dutra, Antonio Palocci e João Santana.

@HenriqueEAlves – Torcida da Dilma vibrando com as primeiras participações da nossa candidata e também com o nível e respeito de todos com seus adversários.

@HenriqueEAlves -Estou muito honrado por estar representando o RN neste momento de democracia, que tanto mereceu nossa luta.

@HenriqueEAlves -No intervalo,retoques na maquiagem.Serra teve uma postura educada ao ter feito colocações pertinentes a Dilma na primeira pergunta.Bom nível.

@HenriqueEAlves -Serra muito apagado neste bloco. Dilma dominou os temas; e Marina foi companheira!

@HenriqueEAlves -Serra lê a “cola” dos números o tempo todo. Sentadas à minha frente Dona Marisa e Marta Suplicy tietam cada intervenção de Dilma!

@HenriqueEAlves -Saldo até agora – a arte de debater é não escorregar. E Dilma tem muita informação.

@HenriqueEAlves -Depois de um natural nervosismo de estréia, a candidata melhorou demonstrando seus conhecimentos e passando muita segurança!

@HenriqueEAlves -Quando não focalizado pelas câmeras, o candidato José Serra anda de um lado para o outro. Parece ansioso.

@HenriqueEAlves
-Pela sua experiência, o candidato tucano achou que seria fácil.

@HenriqueEAlves -A turma da Dilma é a mais animada; em geral a platéia está muito tranquila. Dona Marisa muito discreta nas opiniôes.

@HenriqueEAlves -Boi noite amigos! Amanhã retomo à campanha no RN. Saio do debate satisfeito por Dilma ter demonstrado seus conhecimentos do país

@HenriqueEAlves -Dei os parabéns à Dilma em nome do RN. Ela estava muito feliz! Deixo os estúdios da Band celebrando a força da democracia brasileira!!!

 
Fonte:Blog da Thaisa Galvão

Dilma participa de primeiro debate na televisão

A série de debates televisivos começa, na próxima quinta-feira, na TV Bandeirantes, às 22 h. Sua participação é muito importante. A pergunta de abertura do debate entre os principais candidatos à Presidência será elaborada a partir dos temas que mais preocupam os internautas do portal eBand. Você pode escolher um tema do seu interesse ou, se preferir, sugerir um novo tema: clique aqui.

Quatro candidatos participam do encontro que ocorre na sede do Grupo Bandeirantes de Comunicação, em São Paulo, e será transmitido ao vivo para todo o país: Dilma Rousseff (PT), José Serra (PSDB), Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (Psol).

A ampliação do tempo destinado aos candidatos no debate é uma das principais novidades. Em relação ao debate de 2006, neste ano haverá uma rodada a mais de perguntas de “candidato para candidato”.

Mais tempo

O diretor nacional de jornalismo da Band, Fernando Mitre, afirma que as regras foram aperfeiçoadas e que, após uma série de reuniões com todas as legendas, chegou-se a uma fórmula que dá aos concorrentes maior possibilidade de expor suas propostas.

“Esse debate oferecerá mais conteúdo ao telespectador, por isso terá um índice de utilidade maior do que nos anos anteriores”, ressalta. Mitre complementa: “o eleitor está acompanhando a pré-campanha há bastante tempo. E é a primeira vez que verá todos os candidatos juntos, debatendo. Esse encontro vai dar o tom da campanha”.

O primeiro debate entre candidatos à Presidência da República será transmitido pelas tevês Band e Bandnews ( canal de notícias do Grupo Bandeirantes ). Também transmitem o encontro a Rádio Bandeirantes (AM 840 FM 90,9), Bandnews FM (96,9) e o Portal eBand.

Entenda a dinâmica do debate

O debate entre presidenciáveis terá cinco blocos:

1º Bloco: os candidatos respondem a uma mesma pergunta elaborada pela produção com base em temas sugeridos pelos internautas do eBand (www.eband.com.br). A pergunta será respondida, em dois minutos, seguindo ordem de sorteio. Em seguida, neste mesmo bloco, inicia-se a rodada de perguntas de candidato para candidato. A ordem para perguntar será sorteada.

Pergunta: 30 segundos

Resposta: 2 minutos

Réplica: 1 minuto

Tréplica: 1 minuto

2º e 3º Blocos: candidato pergunta para candidato, nos mesmos moldes do primeiro bloco.

4º Bloco: Os jornalistas José Paulo de Andrade e Joelmir Beting fazem perguntas aos candidatos. O jornalista faz a pergunta a um determinado candidato e escolhe outro para comentar a resposta. A regra assegura que todos serão perguntados e todos comentarão.

Pergunta: 30 segundos

Resposta: 2 minutos

Comentário: 1 minuto

Réplica: 1 minuto

5º Bloco: o debate termina com a última consideração de cada candidato. Valerá a ordem invertida do primeiro bloco. Ou seja, o último a falar no primeiro bloco será o primeiro a tecer as considerações finais. Tempo de cada candidato: 2 minutos e meio.

Dilma vai explorar temas sensíveis a Serra em debate

BRASÍLIA (Reuters) – A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira que procurará discutir no primeiro debate da disputa eleitoral temas relativos às áreas de segurança e educação.

Perguntada se estava preocupada em debater o setor da saúde com seu principal adversário, o ex-governador de São Paulo e ex-ministro da Saúde José Serra (PSDB), ela assegurou que também tem interesse em debater o tema.

“A saúde é muito importante, sem dúvida tem que ser tema de debate. Mas, junto da saúde a gente tem que debater também educação e segurança. Aliás, porque são esses os temas que interessam à população”, disse a ex-ministra da Casa Civil a jornalistas depois de visitar uma unidade da Rede Sarah de Hospitais de Reabilitação.

O Estado de São Paulo enfrenta problemas na área de segurança pública, e Serra já se indispôs com professores da rede estadual. Além disso, o PT critica as políticas educacionais do governo paulista.

A candidata negou estar nervosa para participar de seu primeiro debate, já que nunca havia disputado um cargo eletivo. “Ao longo da vida, te asseguro que tive problemas muito mais graves do que um debate.”

O debate será realizado na quinta-feira à noite pela TV Bandeirantes.

CRÍTICA AO FIM DA CPMF

Dilma antecipou alguns pontos de seu programa de governo para a área de saúde, assim como na véspera tratou do tema da educação. Disse estar preocupada especialmente com a atenção a “mães e filhos” e com o combate ao câncer.

Ela criticou o fim da CPMF, que teria retirado 40 bilhões de reais do setor, mas prometeu também uma evolução na gestão. Descartou, entretanto, discutir nova fonte de arrecadação para financiar a saúde.

“Ninguém pode achar que seja uma situação confortável tendo a saúde perdido 40 bilhões de reais”, destacou.

“Nós teremos que fazer o possível e o impossível com os recursos que nós conseguimos obter no momento. A partir de agora, teremos que fazer um esforço para transferir recursos para a área da saúde ou recursos do Orçamento.”

Fonte: MSN Noticias