[leia]Morte do jornalista F.Gomes foi encomendada

O juíz José Vieira de Figueiredo Júnior, de Caicó, expediu um mandado de prisão contra Valdir Souza do Nascimento. O magistrando teria julgado pertinentes as suspeitas de que Valdir Souza seria o mandante da morte do jornalista F.Gomes.
O delegado da Divisão de Combate ao Crime Organizado (Deicor), Ronaldo Gomes, responsável pela investigação do caso, está em Caicó desde a madrugada desta quinta-feira (02), cumprindo sete mandados de busca e apreensão. Além destes, será cumprido também um outro mandado, em Natal, todos de suspeitos de envolvimento no assassinato do comunicador.
De acordo com o delegado, as investigações apontam que a execução de F.Gomes tenha acontecido porque as denúncias feitas pelo jornalista vinha incomodando os traficantes do Seridó do Rio Grande do Norte. Então, Valdir Souza, um dos chefes do tráfico na região, teria dado dinheiro a um pistoleiro para que ele matasse F.Gomes.
Valdir Souza do Nascimento já cumpre pena na Penitenciária de Alcaçuz por tráfico de drogas
[VIA:DNonline]

Continuar lendo

[leia]Apodi: Lembrada por Deus, esquecida pelos governantes

A grande maioria das cidades brasileiras não possuem riquezas naturais assim como Apodi. Não podemos negar que Deus foi muito generoso com a gente. Nos deu um dos solos mais férteis do mundo, também nos deu umas das melhores águas do Brasil (não é a tôa que a água que sai da sua torneira e que você usa até para lavar carro é Mineral!), nos deu grandes reservas de petróleo, nos deu uma lagoa belíssima e grande. Enfim, nos deu bem mais e fomos abençoados e bem vistos pelo nosso criador.

Mas, de que adianta tanta riqueza natural se os nossos governantes não sabem utiliza-las? A nossa cidade, ao contrário de muitas, tem como crescer, buscar novos rumos, buscar o desenvolvimento! O município pode e tem capacidade para isso. Mas não, preferem viver do atraso e perder os nossos bens mais valiosos do que crescer.

A questão da Água, por exemplo, até quando vamos ficar de braços cruzados esperando a nossa pura água mineral acabar ficando contaminada e imprópria para o consumo humano? Até quando vamos ficar vendo o nosso solo tão fértil sem plantação alguma, sem incentivo para pequenos e médio agricultores? Até Quando vamos ficar vendo nossa lagoa morrer poluída?

São questões simples, mas de difícil resposta. Não para a gente, mas para os governantes. São riquezas naturais que aliadas ao comprometimento dos administradores trazem o desenvolvimento. Não adianta ser “expert” para ver que a nossa cidade está perdendo espaço para outras bem menos favorecidas “naturalmente”. Algumas dessas cidades, por exemplo, precisam da água daqui, da nossa barragem, para um melhor sustento.

E essas outras cidades aí estão: Com universidades, com órgãos públicos como o INSS e ITEP, com corpo de bombeiros, etc. E Apodi? Bem, Apodi parado no tempo e no espaço.

Já chega, não? Não seria melhor se os líderes políticos daqui, em vez de pedir empregos para apoiar certos candidatos, cobrassem mais atitudes deles para com nossa cidade? Seria bem melhor que ao invés de alguns empregos “Na central do cidadão, DIRED, no Hospital, entre outros” fossem cobrar mais investimentos para essa terra tão esquecida por eles?

Mas não. Preferem os empregos, claro. Afinal, para ganhar numa eleição futura é melhor que o povo deva favor. Mal sabem eles que se a nossa cidade começar a crescer e a cuidar melhor das suas riquezas naturais são os maiores favores que podem fazer para a população!

Espero também que o povo veja que é bem melhor um Apodi bem desenvolvido do que alguns “gatos pingados” ganhado um salário mínimo com um emprego de favor. Desenvolvimento tráz emprego, emprego tráz vida melhor e vida melhor é o que todos queremos.

E assim Apodi vai caminhando, lembrado por Deus e destruído pelos governantes. Infelizmente.

FONTE: O Jumento Atomico

Continuar lendo

[leia]Justiça inocenta Tiririca e humorista poderá ocupar vaga na Câmara Federal

O juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Aloísio Sérgio Rezende Silveira, absolveu o deputado federal eleito Francisco Everardo Oliveira Silva (PR), o Tiririca, na ação penal que investigava se ele havia mentido sobre saber ler e escrever. Com a decisão, divulgada nesta quarta-feira (1º), o humorista poderá assumir a cadeira na Câmara Federal a partir do ano que vem.

De acordo com o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral), o juiz entendeu que o nível de alfabetização de Tiririca era suficiente para assumir o cargo.
– A Justiça Eleitoral tem considerado inelegíveis apenas os analfabetos absolutos, e não os funcionais. […] O acusado demonstrou disposição para a escrita, ainda que tenha se recusado a se submeter à colheita do material gráfico, utilizado apenas para dirimir a dúvida quanto a discrepância de grafia entre a assinatura por ele firmada e a declaração contendo a afirmação de que sabe ler e escrever.
Na decisão, o juiz avalia que Tiririca foi aprovado no teste a que foi submetido no início de novembro, quando escreveu trechos ditados do livro Os 60 Anos da Justiça Eleitoral e, depois, leu e explicou partes de duas matérias de um jornal.
O Ministério Público Eleitoral chegou a pedir a anulação do teste, mas o pedido foi negado pela Justiça do Estado.
O deputado eleito também foi inocentado da acusação de ter ocultado bens em sua declaração entregue à Justiça. Para Silveira, mesmo que ele tivesse ocultado bens em sua declaração à Receita Federal, Tiririca teria de responder, no máximo, pelo crime de sonegação fiscal, e não por falsidade ideológica para fins eleitorais.
O humorista foi eleito com mais de 1,3 milhão de votos – maior votação entre os candidatos a deputado nas eleições 2010 – e, com a decisão, será diplomado no dia 17 de dezembro.
A Promotoria Eleitoral ainda pode recorrer da decisão ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).
Fonte: R7.com

Continuar lendo

[leia]Nota de Esclarecimento

Estado do Rio Grande do Norte
CÂMARA MUNICIPAL DE APODI
CGC (MF) 08.545.949/0001-89 – CEP 59.700-000
Rua Ademar Leão da Silveira, 190 – Betel – Apodi-RN – Tele fax (84) 3333-2138




GABINETE DA PRESIDÊNCIA


Assunto: Sobre a cobrança das taxas cobradas dos contribuintes, juntamente com o IPTU.



A Mesa Diretora da Câmara municipal de Vereadores de Apodi/RN, através de seu Presidente – Vereador João Evangelista, questionada por populares, sobre, a legalidade da cobrança das taxas de conservação de calçamento e de coleta de lixo, incluída na cobrança do IPTU deste ano, informa que diante de tal questionamento, consultou a Assessoria jurídica da Câmara sobre a cobrança destes tributos. A Assessoria Jurídica da Câmara nos informa que a taxa de conservação de calçamento (logradouro público) é instituída pelo artigo 176 do Código Tributário Municipal, que também institui a taxa de coleta de lixo pelo artigo 165 do mesmo diploma legal. Porém, segundo a Assessoria jurídica, o que pode estar ocorrendo é erro de cálculo na apuração do valor cobrado. Pois, segundo nos informam, há casos em que a taxa de coleta de lixo tem valor superior ao próprio imposto, o que é inadmissível em razão do tipo do tributo. Isto precisa ser esclarecido pelo Poder Executivo. A Câmara vai pedir ao Executivo que esclareça sobre essa disparidade.



Apodi/RN, em 01 de novembro de 2010

Continuar lendo
phdvirtual