[leia]Balanço Parcial da “Operação Fim de Ano”

Apodi – Passados alguns dias do início da operação ” Fim de Ano” já é possível ver resultados, um trabalho que está sendo realizado pelo Capitão Brilhante e todo o efetivo da 3ª Companhia de Polícia Militar, que engloba as cidades de Felipe Guerra, Severiano Melo, Rodolfo Fernandes, Itaú e Caraúbas.

Parcial:

1 – Dois assaltantes presos em Caraúbas ( Correios de Messias Targino).
2 – Uma moto furtada recuperada em Apodi.
3 – A apreensão de um menor por assalto a mão armada em Apodi.
4 – Uma prisão por receptação em Apodi.
5 – Uma prisão por mandado judicial em Felipe Guerra.
6 – Uma prisão por mandado judicial em Severiano Melo.
7 – Uma moto furtada recuperada na zona rural de Felipe Guerra ( Tinha sido furtada em Caraúbas).
8 – Várias abordagens a pessoas e veículos, tanto na zona rural como na urbana, além da fiscalização nas estradas que ligam os municípiovizinhos a Apodi.
9 – Vários veículos apreendidos sem documentação.

* Essa operação continua até o fim do mês de Dezembro.

Compartilhe

[leia] Prefeitura de Apodi demitiu comissionados hoje

Medida está sendo tomada hoje, para “arrumação” das contas, que sofreram baque com a queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM)

A crise financeira que atinge os municípios do Rio Grande do Norte terá reflexo a partir de hoje na Prefeitura Municipal de Apodi, com demissão de cargos comissionados no primeiro escalão (os secretários) e seguindo para os auxiliares (assessores e diretores) que fazem parte da administração.

“O corte de pessoal, daqueles que detém cargos comissionados só serão reintegrados no próximo ano. Na medida em que se recupere da crise”, explica um servidor o motivo da redução de custos da máquina.

“Goreti tomou a decisão que foi mais conveniente para a cidade. Hoje, todas as prefeituras se encontram em dificuldade financeira e é preciso que hajam ajustes na máquina. Aqui em Apodi, eu vou fazer uma reforma administrativa no próximo ano e também vou exonerar cargos. Precisamos enxugar a máquina e demitir cargos comissionados para deixar a prefeitura em dia”, argumenta.

A reclamação da prefeita Goreti Silveira (PMDB) é endossada por outros prefeitos da região Oeste e tem motivação na crise financeira das prefeituras que tiveram queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e querem chegar ao fim do ano sem atingir o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Para Goreti, a situação das prefeituras do Estado é preocupante e saídas devem ser planejadas ainda este ano. “Estamos preocupados com a queda de receita e, por isso, já paralisamos o calendários de obras da cidade”, justifica.

Compartilhe