[leia] Hospital regional de Apodi será municipalizado. Presente da governadora Rosalba Ciarlini

Enquanto a sociedade civil organizada de Apodi luta por melhorias para o Hospital Regional Hélio Morais Marinho, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), anuncia que vai municipalizar o Hospital Regional de Apodi.
Já não bastasse a precariedade no atendimento, a falta de aparelhos essenciais para um hospital regional. Todo mundo sabe que a saúde de Apodi tá na UTI faz tempo e agora Rosalba vem com essa.
É assim que ela retribui os votos dos apodienses, prejudicando a população querendo municipalizar o nosso hospital. Confira na matéria veiculada no jornal DeFato do último dia 15 de janeiro.
Hospitais regionais serão municipalizados

A Secretaria Estadual de Saúde (SESAP) anunciou ontem que vai começar a trabalhar no sentido de municipalizar 14 dos 23 hospitais regionais do Rio Grande do Norte. Os outros oito restantes serão reforçados para funcionar como realmente devem. A informação já foi comunicada ao Ministério Público Estadual e tem total apoio da governadora Rosalba Ciarlini.

No novo cenário, os hospitais regionais de Pau dos Ferros, Assú e Caicó, segundo o secretário Domício Arruda e a subsecretária Ana Tânia, vão receber investimentos no que for necessário para funcionar em sua plenitude, evitando assim o envio de pacientes do interior do Estado para atendimento de média e alta complexidade nos hospitais de Mossoró e da capital.

Hospitais regionais de pequeno porte como de Apodi, Caraúbas e Angicos, segundo o secretário e a subsecretária, serão municipalizados. Vão passar a funcionar no atendimento de média e baixa complexidade, através de uma parceria entre Prefeitura Municipal e Governo do Estado.

O paciente que sofrer acidente em Apodi, por exemplo, será estabilizado no hospital municipal e depois transferido para o atendimento em Mossoró ou Pau dos Ferros, como desejar. “O importante é que tenha nesses hospitais o ortopedista, o anestesista, o cirurgião, o neurocirurgia, o pediatra, toda a escala médica, como existe no HRTM, em Mossoró, para garantir ao paciente um atendimento de qualidade sem o transtorno do translado em ambulância para outra região”, diz.

Durante a conversa sobre a municipalização dos 14 hospitais regionais e o reforço nos outros oito para atender bem a população, a subsecretária Ana Tânia parou para lembrar uma informação terrível, que é fila de mais de 500 pessoas para fazer cirurgias de correção. “São pessoas que estão aguardando para fazer uma cirurgia na bacia, no fêmur há mais de cinco meses. Não sabemos nem se ainda é possível este cidadão ter a plena recuperação do membro. Isto precisa e vai ser resolvido”, diz Ana Tânia, acrescentando que estas cirurgias serão realizadas nos hospitais de cada região.

Sobre o Hospital Regional de Assú, Ana Tânia disse que existe uma ótima estrutura física, mas falta um raio-X. “Vamos enviar nos próximos dias um aparelho de raios-X e vamos investir para colocar em funcionamento um mamógrafo que está nos corredores do hospital desde 2006”, diz Ana Tânia, acrescentando que já existe um empenho por parte da governadora Rosalba Ciarlini junto ao prefeito Ivan Junior a fim de colocar o hospital regional de Assú para funcionar bem.

Entre os hospitais de pequeno porte o que mais preocupa é o de Angicos. “Já fomos informados de que lá a estrutura não é boa, mas temos certeza que em parceria com o Estado a Prefeitura vai investir na ampliação e prestar um bom serviço à população. É o que esperamos”, diz Ana Tânia. Sobre João Câmara, Ana Tânia disse que existe uma boa estrutura, mas ainda não está definido se será municipalizado ou ficará como regional.

Quanto aos hospitais regionais de maior porte que vão continuar sobre a responsabilidade do Estado, segundo Ana Tânia, o Estado vai incentivar para que mudem de classificação junto ao Ministério da Saúde, para assim aumentar o faturamento, pagar melhor aos médicos e ampliar os investimentos. Esse processo, por exemplo, já foi feito em Mossoró, no Hospital Regional Tarcísio Maia. Antes, só recebia R$ 80 mil e agora o faturamento está na casa dos R$ 600 mil. “É certo que este valor não tem como segurar todo o hospital, que precisa em média de R$ 5 milhões para funcionar, mas com certeza faz a diferença. É o que observamos em Mossoró”, diz.

O secretário Domício Arruda e a subsecretária Ana Tânia falam com muita firmeza, mas demonstram que estão abertos ao diálogo, inclusive com relação à municipalização dos pequenos hospitais. “Em breve, estarei visitando mais hospitais e buscando soluções junto aos diretores. Quem está trabalhando bem, com certeza vai ser convidado para contribuir com nossa missão, que é fazer o serviço de saúde no Rio Grande do Norte funcionar como deve”, destaca.

Compartilhe
phdvirtual

[leia] A Nova Geração pensa assim. E você?


Arte: Reginaldo Ponciano

NOVA GERAÇÃO
FORÇA POLÍTICA UNIDA PARA O BEM DE APODI


Desde que se constituiu como um caminho novo de se fazer política em Apodi, a Nova Geração tem mostrado que é possível sonhar e fazer andar para frente o carro dos desejos do povo apodiense.
Ser unanimidade não é o nosso pensamento nem o nosso objetivo. O que precisamos e desejamos é somar forças para fazermos juntos um Apodi maior e VERDADEIRAMENTE forte como o seu povo. Só caminharemos sozinhos se não encontrarmos outros que queiram se unir a nós nas discussões e na busca de tudo aquilo que Apodi e seu povo tanto precisam.
A Nova Geração está aberta ao diálogo com todos aqueles que pensem um Apodi que valorize seus filhos e faça por merecer o amor de cada um deles.
A Nova Geração não está restrita a jovens políticos e novos cidadãos. O termo está intimamente ligado a um novo pensamento de se fazer política em nosso município. Ser Nova Geração é entender que em 1º lugar vem a resolução dos problemas da cidade, do povo.
Se você pensa assim, é com você que queremos seguir. Sua idade não é o que interessa, o que de fato importa é a forma como você está pensando o Apodi que também é seu.
Junte-se a nós e ajude a construir a estrada que conduzirá o nosso Apodi ao mais elevado conceito de terra onde nasci, tenho prazer de morar e de dizer: SOU DE APODI E AMO A MINHA TERRA.
Apodi RN, 15 de Janeiro de 2011
Nova Geração

Fonte:Apodiário

Compartilhe

[leia]Salário mínimo será de R$ 545 a partir de fevereiro, diz Mantega

O ministro Guido Mantega afirmou que o novo salário mínimo será de R$ 545 a partir de fevereiro. Segundo o ministro, o salário será corrigido, em relação ao valor inicialmente proposto de R$ 540, para considerar integralmente a inflação de 2010.

Com os números do IPCA de dezembro fechados – que indicaram inflação de 5,9% em 2010 -, a regra do governo de que o salário mínimo seja corrigido pelo crescimento do PIB de dois anos anteriores, mais a variação da inflação no ano anterior, apontaria um valor de R$ 543, diz Mantega.

Para facilitar os saques em caixas eletrônicos, o valor foi arredondado para R$ 545. “É uma colher de chá, que dá um pouquinho a mais para o trabalhador”, diz Mantega, referindo-se a esses dois reais de diferença.

Segundo Mantega, cada R$ 1 a mais no salário mínimo significa custo maior de R$ 280 milhões para os cofres públicos. Com os R$ 5 de diferença apresentados hoje, os gastos do governo federal sobre em R$ 1,4 bilhão com essa revisão do salário mínimo.

Regra definida em lei

Segundo Mantega, com a Medida Provisória que será enviada ao Congresso para estabelecer o novo valor do mínimo, também será proposto aos parlamentares converter em lei a regra informal (que o reajuste considera o PIB de dois anos anteriores mais a inflação do ano anterior). “É uma conquista dos trabalhadores, que foi discutida com sindicatos e parlamentares”, diz Mantega. “É melhor para todos ter uma política com regras definidas.”

O ministro afirmou que, por essa regra, o aumento do salário mínimo em 2011 poderá ser de 13% ou 14%, considerando-se o crescimento previsto de 7,5% em 2010 mais a inflação deste ano. No entanto, o Ministério da Fazenda, oficialmente, prevê inflação de 5% neste ano, o que levaria a aumento do mínimo de 12,5% em 2011.

Compartilhe
phdvirtual
phdvirtual

[Publicidade] Mais Design

A marca ‘Mais Design‘ é recente porém ja tem a confiança de varias pessoas, o garoto que faz os designs é meu amigo Reginaldo Ponciano e desde os seus 10 anos de idade vem fazendo suas primeiras artes em computadores. O seu blog foi criado com a intenção de publicar a marca Mais Design‘ e também divulgar trabalhos feitos por Reginaldo Ponciano. Agora lhe pergunto: O que é design?
O Design é uma atividade cujo objetivo é estabelecer qualidades multi-facetadas de objetos, serviços e seus sistemas em ciclos de vida completos. Portanto, design é o fator central da humanização inovadora das tecnologias e um fator crucial de intercâmbio cultural e econômico.

Normalmente dependendo do serviço se dá 3 dias de prazo para:
*Banner
*Logomarcas
*Convites
*edição de imagem

Esperamos a sua visita / Esperamos a sua ligação
Endereço:Av. Marechal Floriano Peixoto n°63 – (1°Andar)
Fone:(84) 9136-5090

Compartilhe
phdvirtual

[leia] Justiça Pune Empresa TIM Por Má Prestação de Serviço

Decisão da Justiça Federal do Rio Grande do Norte proibiu a operadora de telefonia celular TIM de comercializar novas assinaturas, habilitar novas linhas ou fazer portabilidade de acesso de outras operadoras.

A proibição perdurará até que a empresa comprove a instalação e perfeito funcionamento dos equipamentos necessários para atender às demandas dos consumidores no Rio Grande do Norte. A decisão foi do Juiz Federal Magnus Augusto Costa Delgado, da 1ª Vara Federal, que atendeu a pedido formulado em ação impetrada pelo Ministério Público Federal e pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O magistrado determinou que no prazo de 30 dias a TIM apresente o projeto de ampliação da rede, nos moldes a atender as necessidade, inclusive com a proposta já tendo a concordância da ANATEL. O Juiz fixou a multa de R$ 100 mil a ser paga pela TIM para cada linha que seja vendida pela empresa ou para cada implementação de portabilidade de códigos de acesso de outras operadoras para a TIM. Os valores pagos pela multa serão revertidos para o Fundo Estadual de Defesa do Consumidor. Na sua decisão, o magistrado frisou que a péssima qualidade do serviço é característica não apenas da TIM, como também de todas as empresas de telefonia brasileiras.

Do Blog:
A TIM merece essa punição, infelizmente os serviços prestados pela operadora são de péssima qualidade. Vamos ver se agora dá certo.

Outro dia poderiam despachar da seguinte forma: “Todo cidadão brasileiro está desobrigado a pagar seu impostos, até que os governos consigam tratar a todos com a dignidade e respeito que merecem”. Que tal? Quem sabe assim, teríamos melhores serviços públicos!

Compartilhe

[leia]Nova Geração é alvo de várias críticas infundadas. Por Kelly Regina

Matéria postada pelo blogueiro, João Paulo e que repercutiu no blog de Josenias Freitas me deixa bastante intrigada, pois querem fazer da Nova Geração um campo de batalha.
Vamos esclarecer algumas coisas. Esse novo grupo político que surge em Apodi, o tão mencionado e julgado, “Nova Geração”, veio a se formar primeiro individualmente em cada pessoa que pode observar o quanto nossa cidade Apodi. “a terra do tem de tudo, porém não tem nada”. Precisa de uma administração que lute e faça por esse município, ao em vez de apenas promover benefícios individuais, sendo exatamente isso o que nós vemos que acontece aqui há muito tempo.
A Nova Geração não faz oposição a partido “A” ou a “B”, como os blogueiros já mencionados enfatizaram, mas sim a falta de atitudes pelos representantes de fato e de direito dessa cidade, seja ele quem for pela dormência de uma sociedade que poderia já ter conquistado várias coisas.
E ela vai além, muito além apenas de fazer oposição, esse grupo tem coragem o suficiente para ir as ruas, as Assembleias Estaduais, de votar em quem se compromete com essa terra esquecida, a qualquer canto. De qualquer forma, pagando qualquer preço, mesmo o de ser mal interpretada, para tentar fazer o bem único e exclusivamente a essa cidade Apodi.
Não entendo o porquê de tanto reboliço, tanta crítica e julgamentos sem fundamentos recaem nesse grupo. Por que queremos fazer o bem coletivo? Ou por que falamos a verdade? Ou ainda por sermos diferenciados por não fazer política partidarista, egoísta e individualista?
E indo de encontro ao que está sendo proferido, a Nova Geração não estar aqui para julgar ou excluir ninguém, as portas estão abertas para todos aqueles que quiseram entrar, sejam os “políticos velhos ou os novos”, contando que eles compartilhem de nossa ideologia que é sempre pensar no bem coletivo da sociedade apodiense.
E se fazer política dessa forma é tão ruim assim, informe-nos um jeito melhor, somos abertos a toda e qualquer ideia, só não queira me fazer acreditar que desse jeito que estar tem como dar certo, pois essa ideologia que vem sendo usado pela frente da direita em nosso município não nos trouxe muitas conquistas até agora.
Fonte: ApodiBaixo doPano
Por Kelly Regina

Compartilhe