NA TRIBUNA, VER. IBAMAR COBRA RECURSOS A SENADORA DO “GÓPI”

Durante o horário do Grande Expediente da última sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Ibamar Costa, do PR, voltou a cobrar na Tribuna o emprenho da senadora Fátima Bezerra em destinar emendas federais para o município de Upanema.

Ibinha lembrou que mesmo obtendo uma expressiva votação no último pleito, em 2014, a então deputada e atual senadora não destinou nenhuma emenda para a cidade em virtude de seu partido, o PT, fazer oposição ao atual prefeito, Luiz Jairo, do PR.

Ibinha destacou ainda em seu pronunciamento os parlamentares da bancada do RN com representação e que destinaram emendas para Upanema no último ano, tais como os deputados Antônio Jácome, Zenaide Maia, Rafael e Ricardo Motta, Beto Rosado, além do senador José Agripino. Garibaldi, Walter Alves e Fátima, apesar da grande votação, não alocaram nenhuma emenda nos últimos três anos.

Em aparte, o representante da senadora em Upanema, vereador Aisamaque Dalyton (PT), ressaltou que Fátima já trabalha a possibilidade de destinar uma emenda para Upanema, ou seja, no último ano de mandato e quando a então senadora concorrerá ao Governo do RN.  

EX-PREFEITO É CONDENADO A MAIS DE 4 ANOS DE PRISÃO POR CRIME DE PECULATO

O ex-prefeito de Mossoró Francisco José Lima Silveira Júnior foi condenado a quatro anos e dois meses de prisão pelo crime de peculato, derivado da operação Sal Grosso, deflagrada em novembro de 2007, para apurar desvio de recursos da Câmara Municipal de Mossoró. A sentença é assinada pelo juiz Cláudio Mendes Júnior, da 3ª Vara Criminal de Mossoró.

O ex-prefeito também foi condenado à perda dos direitos políticos e à devolução do dinheiro público desviado, com valor atualizado em R$ 155 mil, além de ter os bens indisponíveis. A princípio, Silveira deve cumprir a pena em regime semiaberto, conforme decidiu Cláudio Mendes. Ele também pode recorrer em liberdade.

PETROBRAS AUMENTA GÁS DE COZINHA EM 6,9% NESTA TERÇA-FEIRA

O preço do gás de cozinha vai subir, em média, 6,9% a partir desta terça-feira, 26, informou a Petrobras. A companhia disse que está repassando a variação de preços do mercado internacional apresentada ao longo de agosto.

Segundo comunicado, a decisão aplica-se exclusivamente ao GLP de consumo residencial em botijões de 13 kg e o ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos.

GOVERNO DO ESTADO AMPLIA O PROGRAMA CAFÉ CIDADÃO PARA ATENDER 11 MUNICÍPIOS; UPANEMA FICA DE FORA.

A secretária de Trabalho, Habitação e Assistência Social, Julianne Faria anunciou que vai ativar 12 unidades para funcionamento do Programa Café Cidadão apara atender cerca de 3.500 pessoas nem 11 municípios do RN.

A previsão da secretária Julianne é que em 60 dias todas instalações estejam concluídas e e funcionando.

Ganharão unidades do programa,  Natal (Zona Norte e Zona Oeste), Goianinha, Baraúna, Patú, Monte Alegre, Tangará, Santana do Matos, Touros, Lajes, Alexandria e Alto do Rodrigues.

Os cafés da manhã e servido com frutas, pães, cuscuz, bolachas, café, leite e produtos da terra, ao preço de R$ 0,50 por pessoa.

MAIA COMEÇA SINALIZAR AFASTAMENTO DE TEMER

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ainda não conspira contra Michel Temer, mas aquele aliado incondicional de todas as horas já cedeu lugar a um torcedor contra o presidente. Sua decisão de voto ao microfone, como pediu a oposição, sobre o recebimento da denúncia de Rodrigo Janot, foi interpretada como sinal do desembarque de Maia. “Só falta marcar a sessão para um domingo…”, ironizou um ministro. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Se Temer cair, Rodrigo Maia será presidente no mínimo por 30 dias. Com Temer destituído, poderá ser eleito pela via indireta.

A visita de Rodrigo Maia à ministra Cármen Lúcia (STF) foi interpretada também como um toque de desprestígio do presidente da República.

Um aliado faria votação eletrônica, na denúncia, mas Maia optou pela solução à Eduardo Cunha, que complicou Dilma no impeachment.

CÂMARA APROVA FIM DE MULTA PARA QUEM ESQUECER CARTEIRA DE HABILITAÇÃO

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) aprovou nesta quarta-feira (21) o fim das multas ao motorista que não estiver com a carteira de habilitação ou a licença do veículo no momento da abordagem. Aprovado em caráter conclusivo, o projeto segue direto para o Senado, caso não haja recurso para análise do plenário da Câmara.

O projeto, de autoria da ex-deputada Sandra Rosado e da deputada Keiko Ota (PSB-SP), altera o Código de Trânsito Brasileiro e determina que, na ausência dos documentos, o agente de trânsito obtenha as informações por meio de consulta a banco de dados oficial.

Quando não for possível a consulta online das informações do veículo ou do condutor, o motorista terá até 30 dias para levar o documento ao órgão de trânsito responsável pela autuação. Com isso, o auto de infração será cancelado e o motorista não terá pontos computados em sua carteira.

A HIPOCRISIA DE FÁTIMA BEZERRA

A senadora Fátima Bezerra (PT) deu um show de hipocrisia, ao comentar, em vídeo, a delação da JBS que incrimina o presidente Michel Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB).

A petista, uma das maiores beneficiadas no RN pelas doações da empresa na campanha eleitoral de 2014, na semana passada, foi a Curitiba defender o ex-presidente Lula (PT), que, assim como Temer e Aécio, foi delatado na Lava Jato.

A indignação seletiva da senadora é pura hipocrisia.

STF DECIDE QUE PRESO TEM DIREITO À INDENIZAÇÃO POR CONDIÇÕES PRECÁRIAS EM CADEIA

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (16) que presos em situações degradantes têm direito à indenização em dinheiro por danos morais. Por unanimidade, a Corte entendeu que a superlotação e o encarceramento desumano gera responsabilidade do Estado em reparar os danos sofridos pelos detentos pelo descumprimento do princípio constitucional da dignidade da pessoa humana.

A questão foi decidida no caso de um preso que ganhou o direito de receber R$ 2 mil em danos morais após passar 20 anos em um presídio em Corumbá (MS). Atualmente, ele cumpre liberdade condicional.

Os ministros Luís Roberto Barroso, Edson Fachin, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Celso de Mello e a presidente do STF, Cármen Lúcia, votaram a favor do pagamento da indenização. Houve divergência apenas em relação ao pagamento dos danos morais para o caso julgado.

Leia mais no link: http://istoe.com.br/stf-decide-que-preso-tem-direito-a-indenizacao-por-condicoes-precarias-em-cadeia/