phdvirtual

PROUNI 2013 OFERECERÁ 90 MIL BOLSAS DE ENSINO SUPERIOR; VEJA REGRAS

As inscrições para o segundo edital do Prouni 2013 (Programa Universidade para Todos) começam na próxima sexta-feira (21). Foi publicada a portaria no Diário Oficial da União de hoje.

Os candidatos que querem concorrer a bolsas integrais ou parciais (de 50% da mensalidade) deverão fazer sua inscrição no site do Prouni até as 23h59 do dia 25 de junho. Segundo o MEC (Ministério da Educação), o sistema oferecerá 90.010 bolsas. Até o momento, estão confirmadas 55.658 bolsas integrais e 34.352 bolsas parciais (50% da mensalidade).

Para concorrer, o estudante deve ter feito o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2012 e ter obtido, no mínimo, 450 pontos. O aluno não pode ter tirado zero na redação.

Além disso, o candidato não pode ter diploma de ensino superior e deve atender a uma das seguintes condições:

– Ter cursado o ensino médio completo em escola pública
– Ter cursado o ensino médio completo ou parte dele em escola privada na condição de bolsista integral
– Ser pessoa com deficiência
– Ser professor em exercício da rede pública de educação básica

Concorrerão a bolsas integrais, estudantes que tiverem renda mensal familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. Para concorrer às bolsas parciais, a renda familiar bruta não pode exceder três salários mínimos per capita.

Processo

O estudante poderá selecionar até dois cursos diferentes com ordem de preferência. Durante o período de inscrição, o candidato poderá alterar as suas opções.

Os estudantes deverão comparecer e confirmar as informações na instituição de ensino superior em que for selecionado para a bolsa. Caso seja reprovado, a instituição deverá detalhar as razões ao estudante.

Calendário
Inscrições: de 21 de junho a 25 de junho
Resultado da 1ª chamada: 28 de junho
Comprovação de informações na 1ª chamada: de 28 de junho a 5 de julho
Resultado da 2ª chamada: 13 de julho
Comprovação de informações da 2ª chamada: de 15 de julho a 19 de julho

Fonte: UOL – Blog do BGprouni-2013

Compartilhe

MEDIDA PROVISÓRIA AUTORIZA MUNICÍPIOS A GARANTIR TRANSPORTE PARA ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

 Transporte escolar também poderá ser utilizado por estudantes do Ensino Superior.
Dias atrás, a Presidente Dilma Rousseff (PT) promulgou a Medida Provisória nº 593/2012, transformando a Lei Federal nº 12.816/2013. Dessa forma, devem ser realizadas mudanças no sistema de transporte escolar.
Com a medida, os municípios são autorizados a utilizar a frota municipal para o transporte de estudantes do Ensino Superior. Anteriormente, a responsabilidade ficava restrita aos alunos da Educação Básica.
A decisão foi comemorada por muitos universitários caraubenses, agora dispondo de um mecanismo legal para reivindicar melhorias no transporte.
Clique [button color=”blue” size=”small” link=”http://www.caraubashotnews.com.br/2013/06/medida-provisoria-autoriza-municipios.html#more” target=”blank” ]AQUI[/button]e confira a publicação.
Fonte: Caraúbas HotNews
Compartilhe

Minha Casa Minha Vida abre opção de financiamento para Minha Casa Melhor – Móveis e Eletros

Diário Oficial traz MP que cria linha de financiamento Minha Casa Melhor

A linha de crédito especial terá R$ 18,7 bilhões para a aquisição de móveis e eletrodomésticos por beneficiários do programa.

Diário Oficial da União publica hoje (13) a Medida Provisória 260 que dispõe sobre o financiamento de móveis e eletrodomésticos a beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida. A iniciativa foi anunciada ontem (12) pela presidenta Dilma Rousseff em solenidade no Palácio do Planalto.

A linha de crédito especial terá R$ 18,7 bilhões para a aquisição de móveis e eletrodomésticos por beneficiários do programa. As famílias poderão financiar até R$ 5 mil, com taxa de juros de 5% ao ano e prazo de até 48 meses para pagar. O financiamento foi chamado Minha Casa Melhor.

Haverá desconto de 5% na nota fiscal sobre os preços à vista. As prestações poderão ser pagas por meio de boleto bancário ou débito em conta. A expectativa do governo é que o financiamento beneficie 3,7 milhões de famílias.

Entre os itens que poderão ser adquiridos com a linha especial de crédito estão geladeira, fogão, lavadora de roupas automática, computador, TV digital, guarda-roupa, cama de casal e de solteiro (com ou sem colchão), mesa com cadeiras e sofá. “O objetivo é oferecer condições à família – que saiu do aluguel – a dar o segundo passo: montar sua casa e, assim, melhorar a qualidade de vida”, informou o Ministério das Cidades.

Os beneficiários farão as compras por meio de um cartão magnético, emitido pela Caixa Econômica Federal, que opera o programa. O crédito estará disponível por 12 meses, a partir da emissão do cartão, para que as compras possam ser planejadas, com pesquisa de preço. Cada produto tem um limite máximo de preço.

O beneficiário poderá contratar o crédito a partir da entrega das chaves do imóvel e precisa estar em dia com as prestações. Se não estiver em dia, precisa regularizar o pagamento e, após dez dias, solicitar o cartão de compras. O cartão deve ser pedido pelo telefone 0800-726-8068 e será entregue em domicílio, podendo ser utilizado em mais de 12 mil lojas credenciadas em todo o país.

Lista de produtos financiados pelo Programa Minha Casa Melhor:

Móveis Preço máximo de venda
Guarda-roupa Até R$ 380
Cama de casal, com ou sem colchão Até R$ 370
Cama de solteiro, com ou sem colchão Até R$ 320
Mesa com cadeira Até R$ 300
Sofá Até R$ 375

Eletrodomésticos Preço máximo de venda
Refrigerador Até R$ 1.090
Fogão Até R$ 599
Lavadora de roupas automática Até R$ 850
TV digital Até R$ 1.400
Notebook com acesso à internet ou computador com teclado, mouse, monitor e acesso à internet Até R$ 1.400

Fonte: NoMinuto.com – Agência Brasil – Blog do BG

Compartilhe

MINISTRO DO STF APRESENTA VOTO CONTRA PROJETO QUE DIFICULTA CRIAÇÃO DE PARTIDOS

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), finalizou há pouco seu voto a favor do pedido de arquivamento do projeto de lei (PL 4470/12) que proíbe o parlamentar que muda de partido levar para a nova legenda sua parcela proporcional de tempo de propaganda eleitoral em rádio e TV e de dinheiro do Fundo Partidário.

Gilmar Mendes é o relator da proposta no STF. Foi ele que permitiu que o projeto tivesse o trâmite suspenso provisoriamente até este julgamento, a partir do momento que o texto teria a urgência votada no Senado, depois de ter sido aprovado na Câmara.

O ministro do STF votou a favor do arquivamento da proposta. Ele argumentou que o texto afronta a Constituição porque limita direitos das minorias e direitos eleitorais, como o da criação de partidos, além de não dar tratamentos iguais a parlamentares de um mesmo mandato.

Compartilhe
phdvirtual

AGORA É LEI: TRANSPORTE ESCOLAR PODE SER USADO POR UNIVERSITÁRIOS

AVANÇO
A presidente Dilma Roussef, promulgou a Medida Provisória nº 593/2012, transformando-a na Lei Federal nº 12.816/2013, que dispõe sobre o apoio da União às redes públicas de educação básica na aquisição de veículos pra o transporte escolar.
A medida visa autorizar os municípios a utilizarem o transporte escolar municipal por estudantes universitários.
Teor da Lei:
Art. 5º – A União, por intermédio do Ministério da Educação, apoiará os sistemas públicos de educação básica dos Estados, Distrito Federal e Municípios na aquisição de veículos para transporte de estudantes, na forma do regulamento.
Parágrafo Único – Desde que não haja prejuízo às finalidades do apoio concedido pela União, os veículos, além do uso na área rural, poderão ser utilizados para o transporte de estudantes da zona urbana e da educação superior, conforme regulamentação a ser expedida pelos Estados, Distrito Federal e Municípios.
Fonte: Blog do Aldo Araújo
Compartilhe

“A POLÍTICA ESTÁ SUJA PORQUE OS CRISTÃOS NÃO SE METERAM NELA COM ESPÍRITO EVANGÉLICO”, AFIRMA PAPA FRANCISCO

Papa Francisco. Imagem: Divulgação/Gospel Mais

Em conferência realizada na Itália, o Papa Francisco declarou, em resposta a questionamento de um jesuíta, que “Envolver-se na política é uma obrigação para um cristão”. Continuou: “Nós, os cristãos, não podemos fazer de Pilatos e lavar as mãos, não podemos”, sendo aplaudido pela plateia de fieis.

Justificou: “Temos de nos meter na política, porque a política é uma das formas mais altas de caridade porque busca o bem comum”. Sugeriu, justificando: “Os leigos cristãos devem trabalhar na política. A política está muito suja, mas eu pergunto: Por quê? Porque os cristãos não se meteram nela com o espírito evangélico. É a pergunta que eu faço. É fácil dizer que a culpa é dos outros. Mas eu, o que faço?
É um dever dos cristãos, trabalhar para o bem comum é um dever dos cristãos”.
O Papa respondeu, também, a perguntas de crianças sobre o seu passado, seu relacionamento com amigos de infância, as razões de sua renúncia a “riquezas e luxos”, sobre se quis ser nomeado para ser Papa, entre outros.
O que você pensa desta declaração? É errôneo imiscuir religiosidade e política, pois isto afeta o Estado Laico e pode dar ensejo a discriminações a outras religiões ou isto é necessário e pode ser bem visto e aprovável?
 É aprovável, inclusive por não-religiosos, a mescla de religiosidade e política, tendo em vista um possível apreço, por parte dos cristãos, por valores ou isto se trata de uma deformação da realidade?
Opine e contribua para o diálogo democrático.
Lígia Ferreira é analista de sócio-mecanismos – Extraído da Folha Política.
Compartilhe
phdvirtual

POLÊMICA

Brasileiro residente nos EUA humilha Brasil e gera polêmica

Alexandre “High Torque”

Alexandre “High Torque”, brasileiro atualmente residindo nos Estados Unidos, realizou, em seu canal no Youtube, críticas contundentes ao Brasil e gerou polêmica.

Criticou movimentos sociais e marchas como a da “maconha” e das “vadias”, a ignorância dos brasileiros, o estado da educação no país, críticas realizadas por matérias da Rede Globo aos policias, passeatas “gays”,  o custo de vida no Brasil, os impostos, preços de medicamentos, a pavimentação das rodovias públicas, entre outros, realizando comparações com os EUA.
Afirmou:
“chego a ficar até arrepiado de ter de voltar para este lugar. Povo burro, lutar por coisas estúpidas e não pelo que é importante”. 
Realizou, também, críticas a ideologias socialistas, à superestima do futebol, à presidente Dilma Rousseff, entre outros. As declarações do vlogger geraram polêmica, inclusive e, sobretudo, por cidadãos brasileiros que se sentiram ofendidos e humilhados pelas declarações categóricas.
Qual é a sua posição a respeito? As críticas são exageradas e tendenciosas ou isentas e realistas? Quais as razões de tais disparidades? Quais atitudes podem ser conduzidas para que a situação se transmute? Assista ao vídeo abaixo e comente.

Advertência: Há palavras de baixo calão e ofensivas.

[youtube]http://youtu.be/mH00NqcqKLU[/youtube]
Lígia Ferreira é analista de sócio-mecanismos – Extraído na Folha Política 
Compartilhe
phdvirtual

A REPÚBLICA DO “EU NÃO SABIA”

Mary Zaidan/Blog do Noblat
Nenhum governante deveria mentir. Muito menos institucionalizar a mentira. Oferecer-se ao público e, de cara lavada, dizer que não sabia o que todo mundo sabe que o dirigente sabia. Ainda que se dê o benefício da dúvida e se admita que por vezes governantes não saibam o que se passa embaixo de seus narizes, é impossível admitir o não saber como padrão.
Oficializada pelo ex-presidente Lula, a república do “eu não sabia” virou moda. Lula jurou que foi traído, que nada sabia sobre o mensalão. No mesmo tom, disse ter sido “apunhalado pelas costas” pela sua ex-protegida Rosemary Noronha, que utilizava da intimidade com o presidente para traficar mimos.
Lula também não sabia das peripécias de José Dirceu, que fora o craque, o capitão de seu time, que, por sua vez, desconhecia que seu assessor Waldomiro Diniz tinha negociatas com o bicheiro Carlinhos Cachoeira.
Assim como José Genoíno assinou sem saber os empréstimos do Banco Rural que lastrearam parte do mensalão.
Quando era ministro da Fazenda de Lula, Antonio Pallocci chegou a alegar que não sabia dirigir em Brasília, e, portanto, não poderia ter chegado pilotando um Peugeot cinza na casa da alegria do Lago Sul, conforme o caseiro Francenildo denunciara. Mais: não sabia e jamais soube da quebra do sigilo bancário do caseiro. A lista do “eu não sabia” é infinda.
Aloizio Mercadante não sabia da compra do dossiê na qual o seu assessor foi flagrado e muito menos que a ação ocorrera para beneficiar a sua campanha ao governo do Estado e a de seu chefe Lula, que não sabia do envolvimento do seu assessor Freud Godoy na lambança dos aloprados.
O ex-ministro Fernando Haddad, hoje prefeito de São Paulo, não sabia dos kits contra homofobia que chegariam a seis mil escolas, jogados no lixo depois de suspensos pela presidente Dilma Rousseff. Alexandre Padilha também não sabia da campanha “Eu sou feliz sendo prostituta”, veiculada por seu Ministério.
Igualmente, Jorge Hereda, presidente da Caixa, não sabia que seus técnicos tinham mexido nas datas do pagamento do Bolsa Família, estopim para o boato de término do programa e para a corrida alucinada de beneficiários a agências, com quebradeiras e feridos.
Vendida por marqueteiros como exímia gestora, centralizadora e mandona, Dilma não foge ao figurino. É enganada toda hora. Nada sabia sobre as trapaças de Erenice Guerra, e, supõe-se, nada sabe das aprontações de auxiliares que ela própria faxinou e que agora renomeia.
Ninguém sabia que a refinaria de Pasadena (EUA) nada valia. Daí o equívoco de se pagar por ela U$ 1,18 bilhão. Uma conta que, ignorantes, não sabíamos.
BZ-Lula não inventou a mentira e nem a corrupção. Aliás Lula nunca inventou nada, nem sequer o Bolsa família.  Entreatanto, nunca antes na história desse país, a mentira, a corrupção, o cinismo etc… foram tão usados, de modo tão aberto e tão escrachado.
Fonte: Blog do Zeca
Compartilhe