SP: JOÃO DÓRIA LIDERA PARA O GOVERNO DE SP

O ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) lidera a corrida pelo governo do Estado, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira, 16. Doria tem 29% das intenções de voto, logo em seguida aparece o presidente da FIESP, Paulo Skaf (MDB), com 20%; em seguida o governador de São Paulo, Márcio França (PSB), com 8%; e do ex-prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), com 7%.·. Doria e Skaf também lideram em termos de rejeição: 34% do eleitorado afirmou que não votaria “de jeito nenhum” no presidente da FIESP; em Doria, o índice é de 33%. Marinho tem 27% e França, 22%. Na capital paulista, a rejeição a Doria chega a 49% do eleitorado.

A pesquisa Datafolha ouviu 1.954 eleitores em 68 municípios paulistas, entre os dias 11 e 13. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número SP 04706/2018.

Compartilhe
Publicidade

ROBINSON FARIA DECLARA QUE NÃO ACREDITA EM PESQUISAS

Durante entrevista hoje (16) concedida a uma emissora de Mossoró, o governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria foi enfático em dizer que ‘não acredita’ nos resultados das recentes pesquisas publicadas sobre as eleições deste ano para governador que dão uma dianteira para a senadora petista Fátima Bezerra“Na eleição passada eu também não pontuava na frente de nenhuma pesquisa e terminei vencendo a eleição. A minha pesquisa é a do pé de ouvido. Essa eu acredito. Eu construí um legado no Rio Grande do Norte. Encontrei numa situação muito difícil. Poderia estar pior. Mas, com nossa determinação conseguimos resultados positivos. As urnas vão dizer. Eu confio no meu governo”, declarou Faria.

Compartilhe
Publicidade

MOSSORÓ: RUTH CIARLINI DEIXA O DEMOCRATAS (DEM)

A ex-vice-prefeita de Mossoró Ruth Ciarlini irmã da prefeita Rosalba Ciarlini protocolou sua desfiliação – tardia – do DEM, na Justiça Eleitoral na semana passada. Não havia mais sentido a irmã da prefeita de Mossoró continuar no mesmo grupo da adversária da sua irmã a ex-prefeita Cláudia Regina. Ainda não se sabe se ela se filiou a outro partido – provavelmente o PP – ou se formaliza de vez sua saída da vida política. A legenda já não fazia mais parte do grupo desde que Rosalba foi proibida pelo líder do DEM, José Agripino, nas eleições de 2014, de poder concorrer à reeleição ao governo do Estado.

Ruth Ciarlini já foi deputada estadual de 1999 a 2006 pelo então PFL, vice-prefeita de Mossoró, já no DEM, ao lado de Fafá Rosado de 2009 a 2012.

Compartilhe
Publicidade

GUERRA ELEITORAL: KELPS CUTUCA FÁTIMA BEZERRA

A falta de entendimento com os nomes que já se colocaram para as eleições majoritárias no RN é o motivo dado pelo partido denominado Solidariedade para criticar e não apoiar as pré-candidaturas já postas ao Governo do Estado.

A única certeza do partido nesse momento é a pré-candidatura  ao governo estadual. A garantia foi dada pelo líder do partido no RN, o deputado estadual Kelps Lima, no programa Meio-Dia Mossoró, da TCM 95 FM. Kelps afirmou que uma conversa com o PT só não está descartada porque o PT pode votar no candidato do Solidariedade. A senadora Fátima Bezerra (PT) que lidera corrida para o governo do estado já começa a receber ataques de seus adversários como aponta trecho da entrevista com o pré-candidato ao Governo Kelps Lima.

“Fátima fala mais de Lula do que do Hospital Tarcísio Maia, por exemplo. Eu sei que Lula tá cheio de problema, mas o Tarcísio Maia também”, afirmou. Ele complementa que não é nada pessoal com a senadora, mas que “o RN precisa de um governador que acorde e durma pensando e tentando soluções para os problemas do estado”. 

Compartilhe
Publicidade

MOSSORÓ: NAYARA GADELHA PERMANECERÁ VICE PREFEITA

Especulava-se nos bastidores da política estadual que a atual vice-prefeita Nayara Gadelha (PP) seria o nome do grupo de Rosalba e Carlos Augusto para ser indicada e compor uma chapa majoritária na disputa pelo Governo do Estado do RN. Outros nomes que estão descartados são o da filha da prefeita Lorena Ciarlini e do braço direito de Rosalba a secretária de infraestrutura de Mossoró Kátia Pinto.

Detalhe: A vice-prefeita para ir ser companheira de chapa na majoritária estadual também precisaria ter renunciado ao mandato de vice-prefeita de Mossoró no último dia 07 de abril.

Compartilhe
Publicidade

FÁBIO DANTAS (VICE-GOVERNADOR) CUSPINDO NO PRATO QUE COMEU?

O vice-governador eleito juntamente com o governo atual Fábio Dantas (PSB) afirmou em entrevista à jornalista potiguar Anna Ruth Dantas da Band Natal, que está aberto ao diálogo com políticos de todos os partidos.

A única exceção é o PSD do governador Robinson Faria, com quem rompeu há 45 dias para anunciar sua pré-candidatura ao Governo pelo PSB. Fábio ocupou cargos no governo atual e hoje pula do barco para disputar o Governo do Estado.

“É um verdadeiro descalabro Robinson querer disputar a reeleição. Não podia concordar com essa decisão. O atual Governo não conseguiu – sequer – solucionar os problemas mínimos da população”, afirmou Fábio Dantas.

Compartilhe
Publicidade

“CARLOS EDUARDO ESTÁ PRONTO PARA SER GOVERNADOR DO RN” DECLARA ÁLVARO DIAS

O jornalista potiguar Diógenes Dantas abordou na entrevista com o prefeito recém-empossado Álvaro Dias (MDB) sobre as eleições 2018, que defendeu a capacidade de Carlos Eduardo (PDT) para governar o RN.

“Estarei com o prefeito Carlos Eduardo na futura disputa pelo Governo do Estado e farei campanha ao lado dele como se fosse a minha. Ele está preparado para ser o futuro governador”, afirmou.

Compartilhe
Publicidade

CARMEM LÚCIA DEFINE PARA O DIA 02 DE MAIO VOTAÇÃO SOBRE FORO PRIVILEGIADO

Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, marcou para quarta-feira, dia 2 de maio, o julgamento da ação que pode resultar na restrição do foro privilegiado.

O julgamento foi iniciado em plenário, em novembro do ano passado, mas foi interrompido por pedido de vista do ministro Dias Toffoli, que devolveu o processo, no fim do mês passado, para inclusão na pauta.

Antes da interrupção do julgamento, oito integrantes da Corte manifestaram-se a favor de algum tipo de restrição na competência da Corte Suprema para julgar crimes praticados por deputados e senadores. No entanto, há divergências sobre a situação dos processos que já estão em andamento.

De acordo com a maioria formada, deputados federais e senadores somente devem responder a processos no STF se o crime for praticado no exercício do mandato. No caso de delitos praticados antes do exercício do mandato, o parlamentar seria processado pela primeira instância da Justiça, como qualquer cidadão.

O voto condutor do julgamento foi proferido em junho do ano passado pelo relator, ministro Luís Roberto Barroso. De acordo com o ministro, os detentores de foro privilegiado, como deputados e senadores, somente devem responder a processos criminais no STF se os fatos imputados a eles ocorrerem durante o mandato.

O caso concreto que está sendo julgado envolve a restrição de foro do atual prefeito de Cabo Frio (RJ), o ex-deputado federal Marcos da Rocha Mendes. Ele chegou a ser empossado como suplente do deputado cassado Eduardo Cunha (MDB-RJ), mas renunciou ao mandato parlamentar para assumir o cargo no município.

O prefeito responde a uma ação penal no Supremo por suposta compra de votos, mas, em função da posse no Executivo municipal, o ministro Barroso manifestou-se pelo retorno do processo à primeira instância da Justiça Eleitoral.

Compartilhe
Publicidade