EDINAEL CASTRO

Caros amigos e amigas, venho aqui informar que, por motivos pessoais que estou enfrentando não estou com tempo suficiente para publicar as matérias neste blog. Quero agradecer a todos pelos acessos mesmo na ocasião em que este blog encontrasse. Peço a compreensão de todos e que os mesmos possam entender e continuar acessando e deixando seus comentários que é de extrema importância para mim.
Quero agradecer também ao meu grande amigo Júnior Soares que também faz parte do blog EDCM NEWS, e que esta fazendo as publicações já que não posso.
Peço aos meus amigos e colegas blogueiros para passarem esta mensagem. Desde já agradeço a todos.
Forte abraço e até mais!

ÁLCOOLÂNDIA UPANEMENSE

Quem aqui nunca ouviu falar na Cracolândia ou boca de lixo, no Centro de São Paulo. Um lugar onde as pessoas foram abandonadas pelos governantes e esquecidos pela sociedade. Um lugar onde homens, mulheres, idosos, crianças, adolescentes, ratos, cachorros e outros animais convivem diariamente. Onde pessoas acham com facilidade refugio para o consumo do Crack. Pessoas viciadas, dependentes químicos.    
Já ouvi dizer que os viciados estão lá por escolha própria, concordo que parte deles sim, está lá por consequência de escolhas que fizeram, mas me pergunto: Uma criança de 10 anos, viciada em crack, com o pé inchado de andar descalça, que mal consegue conversar por sequelas da droga, teve tempo de fazer escolhas?
Pois bem, a cidade de Upanema não chegar à tamanha calamidade. Porém, é visível ver pessoas que não conseguem passar um dia se quer sem consumir o álcool ou mesmo a tão falada maconha. Ao lado do mercado público já podemos notar a aglomeração dessas pessoas todos os dias atrás desse consumo exagerado. 
Fico plenamente envergonhado quando me deparo com aquela situação. Ao passarmos podemos perceber as abordagens que os dependentes fazem aos que por ali passam. Isso, para pedir dinheiro, para que assim eles possam comprar o que tanto desejam.
Acho que ta na hora de começarmos a planejar o futuro da nossa cidade, por que se não fizermos isso, em breve Upanema poderá ter uma Àlcoolândia ainda maior. Nossos jovens bebem cada vez mais cedo. É necessário urgentemente adotar políticas públicas que visem todos os que usufruem ou participam da álcoolândia Upanemense. Não há nada que não possa ser feito, más pra tudo ser feito é necessário BOA VONTADE.
Ao longo do tempo irei falar mais sobre o assunto. Quem tiver algum interesse em ver à ÁLCOOLÂNDIA UPANEMENSE é só ir à rua que fica ao lado direito do mercado público. A mesma fica por trás da churrascaria central da cidade.

ESTRADA DO CAJUEIRO – BR 443 – UMA LUTA ANTIGA

Prefeitura Municipal de Mossoró
Gerência da Comunicação Social
www.prefeiturademossoro.com.br

A pavimentação da “Estrada do Cajueiro” (BR-443) foi tema de uma audiência da prefeita Fafá Rosado com o Conselho Fraterno das Comunidades Integradas de Mossoró e Baraúna (CONFRACIB). Participaram da reunião no Salão dos Grandes Atos do Palácio da Resistência, o prefeito de Baraúna, Aldivon Nascimento, o vereador, Edson Barbosa; secretários e gerentes do governo local.

De imediato,a prefeita Fafá Rosado atendeu a pedido do Conselho para a Prefeitura de Mossoró compôr a comissão de trabalhos da entidade, responsável pela mobilização política em torno do projeto. A pavimentação da Estrada do Cajueiro entre Mossoró e o Ceará é uma luta antiga, e mobiliza políticos dos dois Estados. A obra custaria, a preços atuais, cerca de R$ 100 milhões.

A prefeita Fafá Rosado assumiu o compromisso de se articular junto a governadora Rosalba Ciarlini no sentido de mobilizar a bancada federal do Rio Grande do Norte em torno do projeto. “Rosalba tem interesse da obra desde a época de prefeita, e agora como governadora tenho certeza que ela também vai participar dessa luta em deseja do projeto”, considerou prefeita Fafá Rosado.

A Estrada do Cajueiro é um trecho de 85 quilômetros, sendo 32 quilômetros no Rio Grande do Norte, a partir da comunidade mossoroense do Jucuri. A obra é importante para Mossoró, pois abriria uma nova fronteira de desenvolvimento para o município, a partir de sua interligação com o Estado do Ceará, avaliam os integrantes do grupo pela pavimentação do trecho dessa via federal.

No encontro com Fafá Rosado, a diretoria da Confracib entregou um relatório historiando a mobilização em torno desse projeto. A ideia do grupo é mobilizar a bancada federal para uma audiência com o Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, durante a Marcha dos Prefeitos, marcado para maio, em Brasília.

FONTE: O Câmera 

Confira o artigo: ensino médio de portas abertas para o mundo

Por Lélia Chacon
  Um estudante a caminho de fazer escolhas para o futuro, ao final do ensino médio, precisa basicamente de muita informação contextualizada em conhecimentos, além de aprendizados práticos.
No Brasil, parece que isso significa juntar o ensino técnico profissionalizante com o ensino médio regular. Essa seria a solução para preparar os estudantes brasileiros não apenas para uma escolha acadêmica e profissional, mas principalmente para a vida.
Pode ser a alternativa possível entre nós em meio a tantas carências educacionais, a necessidade de inclusão social e a pressa em atender a um mercado de trabalho mais exigente e em crescimento. Mas quem tem pressa come cru, diz o ditado. Vale correr o risco quando se trata de formar novas gerações para a vida de hoje?
Melhor é pensar grande. Por exemplo, no que propõe uma instituição como a Think Global School (www.thinkglobalschool.org), que oferece nada menos que o mundo como sala de aula a seus alunos, em um programa itinerante apoiado em alta tecnologia.
A TGS tem um ensino médio que faz qualquer um querer estudar ou voltar a estudar. Em 12 trimestres, que completam os três anos do ciclo médio, os estudantes conhecem 12 países, explorando suas culturas.
No currículo, sete disciplinas básicas sustentam o aprendizado: artes, antropologia, literatura mundial, estudos globais (história, geografia e culturas), matemática, ciências (geral e especializadas) e idiomas do mundo, como mandarim.
Há aulas expositivas, pesquisas de campo, palestras de personalidades e especialistas, programas culturais diversos nos locais visitados. Em Estocolmo, na Suécia, os jovens já entrevistaram Hans Rosling, médico, pesquisador inveterado, estatístico e criador de um software que transforma dados pouco atraentes em gráficos divertidos e interativos. Na Austrália, nas praias de Sidney, realizaram pesquisas sobre populações marinhas. Aprenderam técnicas de mergulho, usaram a geografia para traçar suas investigações e também a matemática para tratar dos dados apurados.
No Think Blog, espaço virtual dos alunos, há várias outras situações de aprendizagem para demonstrar como eles exercitam o que aprendem em situações da vida real. Os professores são provedores de conteúdo, mentores e guias, mas também aprendizes em absoluta educação continuada.
A fundadora do projeto é Joann McPike, uma mãe motivada a encontrar uma educação diferenciada para o filho, combinando-a com o hábito familiar de viajar. O garoto, diz ela, já visitou 70 países, “tocando, cheirando, provando, vendo e sentindo o mundo. Aprendeu independência, coragem, empatia. Conversa com cidadãos diversos uma infinidade de assuntos. Não tem medo de oferecer uma opinião”, destaca a mãe.
Educadores brasileiros mostram muitas vezes resistência a soluções educacionais de outros países. Acreditam que não nos servem, por mil e uma circunstâncias. A Think Global School é um projeto de elite, ainda que ofereça bolsas de estudo integrais e parciais a alunos que não podem pagar o alto custo do programa (mais de 100 mil dólares anuais). Mas inspiração é de graça, e o que importa é nivelar nossa criatividade, políticas e aspirações por cima e não por baixo.
* Lélia Chacon é jornalista e editora do site e revista Onda Jovem, do Instituto Votorantim
Fonte: Artigo publicado originalmente no jornal Brasil Econômico no dia 7/03/2011

COMENTÁRIO DO LEITOR

 COMENTÁRIO ENVIADO PELO PROFESSOR DÁRIO ALESSANDRO.
Edinael existe isso? O 13º salário nunca existiu!!!!

Fala-se que o governo quer acabar com o 13º salário. Se o fizer, é uma roubalheira sobre outra roubalheira.

Por quê?

Porque o 13º salário não existe.

O 13º salário é uma das mais escandalosas mentiras do sistema capitalista.

Abaixo temos uma modesta demonstração aritmética de como foi fácil enganar os trabalhadores.

Suponha que você ganha R$ 700,00 por mês.

Multiplicando-se esse salário por 12 meses, você recebe um total de R$ 8.400,00 num ano.

Ou seja : R$ 700 X 12 = R$ 8.400,00

Em dezembro, o generoso patrão lhe paga o conhecido 13º salário. É lei.

Então, R$ 8.400,00 + 13º salário = R$ 9.100,00.

Agora, faça uma simples conta com o que aprendeu no Ensino Fundamental.

Se você recebe R$ 700,00 mês e o mês tem quatro semanas, significa que ganha por semana R$ 175,00.

R$ 700,00 (Salário mensal) / 4 (semanas do mês) = R$ 175,00 (Salário semanal)

Como o ano tem 52 semanas, se multiplicarmos R$ 175,00 (Salário semanal) por 52 (número de semanas anuais) o resultado será R$ 9.100,00.

O resultado acima é o mesmo valor do salário anual mais o 13º salário.

Surpreso, surpresa? Onde está portanto o 13º salário?

A explicação é simples:

Acontece que o patrão lhe tira uma parte do salário durante todo o ano, pela simples razão de que há meses com 30 dias, outros com 31 e também meses com quatro ou cinco semanas (apesar de cinco semanas o patrão só paga quatro semanas). O salário é o mesmo, tenha o mês 30 ou 31 dias, quatro ou cinco semanas.

No final do ano o “generoso” patrão presenteia você com um 13º salário, cujo dinheiro saiu do seu próprio bolso.

Se o governo retirar o 13º salário dos trabalhadores o roubo é duplo.

Daí que não existe nenhum 13º salário. O patrão apenas devolve o que, sorrateiramente, lhe surrupiou do salário anual.

Conclusão: os tabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional.

GREVE DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

Educação: Greve vai afetar 60 mil em João Pessoa.
Os 60 mil alunos da Rede Municipal de Ensino de João Pessoa estarão sem aulas a partir da próxima segunda-feira. Em assembléia, os 15 mil profissionais da educação do município decidiram entram em greve por tempo indeterminado, tendo como principal reivindicação um aumento salarial de 21%.

De acordo com o professor Daniel Assis, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município (Sintem), desde o dia 8 de fevereiro que a categoria está negociando um aumento com a Prefeitura Municipal de João Pessoa. “O que nós queremos é um aumento de 21% compatível com o custo aluno 2010/2011”, conta Daniel, que reclama que em João Pessoa a prefeitura paga abaixo do Piso Nacional da Educação que é de R$ 1, 187. Os professores do município têm um vencimento de R$ 693,37 e uma remuneração (com gratificação) de R$ 901,02, segundo informação repassada pelo sindicado.

Para tentar evitar que os profissionais cruzassem os braços, a Prefeitura ofereceu um aumento de7,5% que não foi aceito pela categoria. Já nos últimos dias 18 e 19, os trabalhadores da educação realizaram uma paralisação de advertência, aguardando uma proposta melhor.

CALENDÁRIO 2011 COM FERIADOS

O Calendário 2011  já pode ser encontrado na internet, por meio dele as pessoas podem conhecer as datas dos principais feriados nacionais. É importante conhecer o calendário 2011 para fazer uma programação mais precisa de sua vida.
Visualizando meses do calendário, é possível concluir que a maioria dos feriados cai em dias úteis, assim as pessoas poderão aproveitar as folgas para descansar ou fazer viagens. Dia do trabalho e natal são os únicos feriados que caem no domingo em 2011. Duas datas chamam atenção no calendário, os dias 21 e 22 de abril são feriados consecutivos.

CALENDÁRIO 2011 COM FERIADOS

1/1/2011 – Ano Novo
8/3/2011 – Carnaval
21/4/2011 – Tiradentes
22/4/2011 – Paixão de Cristo
1/5/2011 – Dia do Trabalho
23/6/2011 – Corpus Christi
7/9/2011 – Independência do Brasil
12/10/2011 – Nossa Sº Aparecida
2/11/2011 – Finados
15/11/2011 – Proclamação da República
25/12/2011 – Natal

Confira no link a seguir um calendário 2011 com os feriados marcados, depois você pode imprimi-lo.

Calendário 2011 com feriados

FONTE:  Mundo das Tribos 

2ª Semana da Educação de Campinas mobiliza comunidade campineira

Neste mês, a questão do ensino público mais uma vez ganha destaque na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. De 25 a 30 de abril acontece a Semana da Educação, evento promovido pelo Compromisso Campinas pela Educação (CCE). A semana é realizada em comemoração ao Dia da Educação, lembrado nacionalmente em 28 de abril. O objetivo da iniciativa é mobilizar a sociedade civil para a importância da qualificação do ensino nas escolas públicas e reforçar o papel do CCE como movimento que trabalha em prol da melhoria da educação no setor público.
Em sua 2ª edição, o evento será composto por uma série de atividades gratuitas, entre elas, palestras, oficinas, seminários, circuito turístico por pontos relacionados à educação na cidade e outras ações com foco no tema. No ano passado, cerca de 3 mil pessoas participaram das 24 atividades promovidas.
A solenidade de abertura da Semana, marcada para a noite do dia 25, reunirá somente convidados. Na ocasião serão apresentadas a 2ª edição do concurso de redação Minha Família na Escola, a agenda de eventos da Semana 2011 e a campanha publicitária Eu Abracei o Compromisso com a Educação. A cerimônia acontece no Vert Eventos (Rua Rei Salomão, 231 – Distrito de Sousas – Campinas/SP).
Para saber mais sobre a 2ª Semana da Educação e conhecer a programação completa, acesse www.compromissocampinas.org.br/semanadaeducacao ou ligue para (19) 3794-3512/3547.

Com informações do Compromisso Campinas pela Educação