UPANEMA E OUTROS 7 MUNICÍPIOS INTEGRARÃO A REGIÃO METROPOLITANA DE MOSSORÓ

De autoria do deputado Souza (PHS), o Projeto de Lei que cria a Região Metropolitana de Mossoró (RMM) foi aprovado, nesta terça-feira (05), na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Pelo projeto, a RMM seria composta por nove municípios da região Oeste do RN, tais como Mossoró, Baraúna, Tibau, Grossos, Areia Branca, Serra do Mel, Assu, Upanema e Governador Dix-Sept Rosado.

Na justificativa, Souza destacou que a proposta busca institucionalizar a parceria do Governo do Estado com as prefeituras desses municípios da área, dando maior amparo à formação de consórcios intermunicipais em diversos segmentos, como saúde, transporte e etc.  

Com informações da AL/RN via Carlos Santos.

Compartilhe
phdvirtual

ELEITOR TEM ATÉ 13 DE DEZEMBRO PARA REALIZAR A REVISÃO BIOMÉTRICA EM UPANEMA

Quem não fizer o cadastramento não poderá votar em 2018 e terá o título e o CPF cancelados.

Termina em 13 de dezembro o prazo para que os eleitores residentes no município de Upanema realizarem a revisão biométrica obrigatória, que ocorre desde o último dia 14 de novembro na Câmara Municipal.  Os eleitores estão sendo atendidos de segunda a sábado, das 8 às 16 horas. Quem não comparecer no prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral, terá o título cancelado e não votará nas eleições de 2018.

De acordo com os dados do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TER-RN), até a noite da última sexta-feira (1) o município de Upanema já havia alcançado 62,56%, o que representa 6.235 da meta de comparecimento, que é de 9.966 eleitores.

Para fazer o cadastramento biométrico, o eleitor deve apresentar documento de identificação oficial com foto, título de eleitor, CPF e comprovante de endereço, para comprovação da área eleitoral. Quem não possui título de eleitor e desejar tirá-lo, a emissão pode ser feita durante a revisão biométrica. Nesse caso, homens também devem apresentar o comprovante de quitação com o serviço militar obrigatório.

Compartilhe
phdvirtual

GOVERNO DO RN DISPENSA LICITAÇÃO E CONCURSO DA PM VAI CUSTAR R$ 1,4 MILHÃO

O governo do Rio Grande do Norte publicou na edição desta terça-feira (5) do Diário Oficial do Estado um Termo de Dispensa de Licitação referente ao concurso público que deve ser realizado ainda este ano para praças da Polícia Militar.

Com a dispensa, ficou acertado que o Estado vai pagar R$ 1 milhão e 470 mil para o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (IBADE) prestar os serviços de organização e realização do concurso.

O Termo de Dispensa de Licitação foi assinado pelo secretário da Administração e dos Recursos Humanos Cristiano Feitosa Mendes.

Hoje, segundo a própria PM, existe um deficit de 5.792 policiais militares no estado.

Salário

Hoje, o salário de um soldado da PM no Rio Grande do Norte é de R$ 2.904 ao ser incorporado (nível 1). No caso de um aluno oficial, ele recebe no 1º ano de curso de aspirante a tenente R$ 4.486,68. Caso chegue a coronel, que é a patente mais alta na corporação, o salário a receber é de R$ 18.945,31.

Do G1/RN

Compartilhe
phdvirtual

CÂMARA DE VEREADORES VAI ANTECIPAR 13° SALÁRIO PARA SERVIDORES

Anúncio foi realizado na manhã da última sexta-feira pelo presidente Monthalggan

O presidente da Câmara Municipal de Upanema, vereador Oseas Monthalggan Fernandes (PSB), anunciou, na última sexta-feira (1), a antecipação do pagamento do 13º salário dos servidores do Poder Legislativo upanemense. O montante, segundo ele, será repassado para o banco e os pagamentos serão efetuados entre a segunda (4) e terça-feira (5).

Monthalggan destaca que o pagamento só está sendo possível graças ao planejamento financeiro feito pelo Legislativo, o que possibilitou mais essa conquista para os servidores. “Isso é uma boa notícia, pois o mínimo que podemos fazer é pagar quem trabalha conosco” disse.

Por lei, o pagamento do 13º salário deve ser feito até o final do mês de dezembro.

Compartilhe
phdvirtual

PREFEITURA DE UPANEMA E IDEMA DEBATEM ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE GESTÃO AMBIENTAL COM A SOCIEDADE

A Prefeitura de Upanema em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema/RN) realizou debate com a sociedade, nesta segunda-feira (04), para elaboração do Plano Municipal de Gestão Ambiental.

A discussão se deu por meio de oficinas, realizadas dentro da programação da I Conferência Municipal de Meio Ambiente, ocorrida no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Upanema (Sindserpup).

O evento contou com a participação do prefeito Luiz Jairo; secretários municipais Givanilson Gonçalves (Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano), Goreth Sales (Saúde), Renan Fernandes (Governo e Patrimônio) e Simone Bezerra (Educação, Cultura e Desporto); presidentes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e do Sindeserpup, Ismar Vicente e Edimi Medeiros, respectivamente; professores, estudantes e servidores municipais.

As oficinas foram dividas em duas etapas. Pela manhã a discussão foi com servidores do serviço público, empresários, agricultores e demais integrantes da sociedade. No período vespertino o debate contou com a colaboração dos estudantes do município, da Escola Municipal Professora Maria Gorete e das escolas estaduais Calazans Freire e Alfredo Simonetti.

O foco do trabalho foi identificar as potencialidades e os problemas ambientais existentes em Upanema. A técnica ambiental do Idema/RN, Iracy Wanderley, destacou que entre os potenciais se destacam os recursos hídricos: Barragem de Umarí, Rio Upanema e águas subterrâneas. “Por outro lado, são motivos de preocupação o assoreamento do Rio Upanema, em virtude do desmatamento da mata ciliar, e a contaminação do solo por conta do lixo que é descartado de forma inadequada”, acrescentou a também técnica ambiental do Idema/RN, Hortência Carvalho.

“A participação da população é de extrema importância para a construção e para que a implementação do plano dê certo e venha, de fato, a trazer benefícios para o município e para a população”, destacou Hortência.

A coordenadora municipal de Meio Ambiente e Saneamento Básico, Lusinácia Pinheiro, informa que outras oficinas serão realizadas pela Prefeitura para que mais pessoas possam participar e serem ouvidas, dando suas opiniões para formar o diagnóstico ambiental de Upanema.

O prefeito Luiz Jairo exaltou a importância da participação popular para elaboração do plano. “Antigamente as coisas vinham de cima para baixo. Um plano de gestão como esse não passava por nenhuma discussão com a sociedade. Hoje as coisas só funcionam através do debate e isso é o avanço da democracia. É importante que cada um tenha a sua participação e possa opinar e ser ouvido, ainda mais em se tratando de um plano de tem o objetivo principal de preservação do meio ambiente, que representa vida para todos”, ressaltou. Luiz Jairo lembrou ainda que Upanema já avançou nas questões ambientais ao ter o terceiro aterro sanitário licenciado pelo Idema no Rio Grande do Norte.

Compartilhe