BARRAGEM DE UMARI SAÍ DO VOLUME MORTO E CHEGA A 16% DE SUA CAPACIDADE TOTAL

A Barragem de Umari, em Upanema, continua aumentando seu volume de água com as chuvas que caíram na região nas últimas semanas. O novo relatório da situação volumétrica divulgado pelo Governo do Estado, por meio do Instituto de Gestão de Águas (IGARN), mostra que a barragem teve um crescimento expressivo, passando dos 32,218 milhões de metros cúbicos, no dia 1º de março, para 46,828 milhões de metros cúbicos, o que representa 16% de sua capacidade.

No relatório anterior, divulgado pelo órgão no dia 03 de março, a Barragem de Umarí, que é considerada o terceiro maior reservatório do Rio Grande do Norte, se encontrava com apenas 11% de sua capacidade total, que é 292,8 milhões de metros cúbicos.

A situação mais crítica do reservatório ocorreu durante o início do ano, após chegar ao seu volume morto, com 26,009 milhões de metros cúbicos, o que representa pouco mais de 8% de sua capacidade total.

O Relatório Volumétrico divulgado na manhã desta segunda-feira (13) pelo órgão mostra a situação dos 47 reservatórios, com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Governo do Estado e aponta que, no período de 1º a 13° de março, o número de mananciais secos reduziu de 13 para 12, 25% dos reservatórios monitorados pelo Igarn.

2 Gostaram

OMS AFIRMA QUE CONSUMO DE DROGAS CAUSA 500 MIL MORTES ANUAIS

A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, fez um alerta nesta segunda-feira (13) em Viena de que as drogas causam cerca de meio milhão de mortes anuais e que, em alguns aspectos, a situação piorou nos últimos anos.

“A OMS estima que o consumo de drogas é responsável por cerca de meio milhão de mortes a cada ano. Mas este número só representa uma pequena parte do dano causado pelo problema mundial das drogas”, disse Chan durante seu discurso perante a Comissão de Narcóticos da ONU, que reúne-se em Viena.

Este número contrasta com a estimativa oferecida pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o crime (UNODC), que no ano passado estimou que as mortes devido ao consumo de drogas eram de pouco mais de 200 mil.

Chan não deu mais detalhes sobre esse dado, mas um recente relatório da Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife) indicava que nos EUA quase duplicaram as mortes por overdose entre 2013 e 2014, quando o país registrou mais de 47 mil mortes por essa causa.

  Gostou?

IBUPROFENO NA GRAVIDEZ PREJUDICA FETOS DO SEXO MASCULINO, DIZ ESTUDO

Um estudo coordenado pelo Instituto de Saúde e Pesquisa Médica da França (Inserm, na sigla em francês) confirmou os malefícios provocados pelo ibuprofeno ao feto do sexo masculino. Os pesquisadores concluiram que esta molécula presente em alguns anti-inflamatórios, como o Advil, pode provocar má formação dos sistemas genitais e reprodutivos do feto do sexo masculino a partir do primeiro trimestre de gestação.

Além disso, a medicação, que já era contra-indicada às grávidas, também pode prejudicar o coração e os rins do feto ou do recém-nascido a partir do sexto mês de gravidez. A pesquisa foi divulgada na última sexta-feira na revista “Scientific Reports”.

(Continuar lendo…)

  Gostou?

PREFEITURA DE UPANEMA DIVULGA NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO PRODUTOR CULTURAL JOÃOZINHO ESCÓSSIA

Nota de pesar

É com imenso pesar que recebemos a notícia do falecimento do produtor cultural Joãozinho Escóssia, ocorrido nesta segunda-feira (13), em Mossoró.

Joãozinho Escóssia deixou a sua marca de competência em Upanema com a execução de trabalhos brilhantes, entre eles, o espetáculo “Tributo a Upanema”, que homenageou a história da nossa cidade durante as festas de emancipação política, entre outras atividades desenvolvidas na Secretaria Municipal de Assistência Social.

Em nome de toda comunidade upanemense, a Prefeitura Municipal de Upanema se enluta e presta condolências aos familiares de Joãozinho Escóssia.

Luiz Jairo Bezerra de Mendonça

Prefeito do Município de Upanema

Upanema, 13 de Março de 2017.

1 Gostou

MORRE O DIRETOR DO TRIBUTO A UPANEMA, JOÃOZINHA ESCÓSSIA

Joãozinho e Rivanda Bezerra após a apresentação do Tributo a Upanema

Morreu na manhã desta segunda-feira (13), em Mossoró, o diretor de teatro Joãozinho Escóssia, de 54 anos. Ele ficou bastante conhecido em Upanema após dirigir várias peças de teatro realizadas pela secretaria municipal de Assistência Social do Município.

Joãozinho chegou em Upanema no último ano do mandato do então prefeito Jorge Luiz (sem partido), em 2004, quando dirigiu a peça teatral denominada “Brasil com Z”, contando a história do Brasil de uma forma crítica desde o seu descobrimento até os dias atuais.

No segundo mandato de Jorge, Joãozinho coordenou o Auto de Natal (2008) e a apresentação da comedia “Doroteia”, no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado, em Mossoró. A apresentação foi realizada pelos estudantes do Projeto EducArte, em 2007, e serviu com uma “troca” de experiência entre várias cidades do Rio Grande do Norte.

Entre os anos de 2014, 2015 e 2016, Joãozinho encantou os upanemenses com a apresentação do Tributo a Upanema, que nos últimos dois anos foi realizado na Praça de Eventos e levou seu talento para centenas de pessoas durante os festejos de emancipação política da cidade. Um de seus grandes admiradores é o prefeito Luiz Jairo (PR), que não mediu esforços para que a encenação fosse realizada, levando arte, cultura e contando a história de Upanema de uma forma bem criativa e diferente.

Entre suas passagens por Upanema, Joãozinho trabalhou diretamente com a ex-secretária municipal de Assistência Social, Rivanda Bezerra, que lamentou a morte do diretor. “Joãozinho sempre foi um profissional exigente, talentoso e que escreveu sua história em Upanema. Superou todos os seus defeitos, e brilhou nos palcos. Sempre ficava encantada e feliz com o resultado que ele apresentava. Uma pessoa inteligente que quando queria fazer alguma coisa, se sacrificava para realizar. Apesar de tantas dificuldades e de já se encontrar doente no último espetáculo, ele se esforçou muito para poder está presente e fez uma grande encenação”, destacou Rivanda.  

7 Gostaram